• Corridas de Rua - O que fazer? 5 incômodos que podem atrapalhar seu desempenho durante a corrida

O que fazer? 5 incômodos que podem atrapalhar seu desempenho durante a corrida

Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

Você seguiu a risca sua planilha de treinos, se preparou da melhor forma possível, mas na hora da prova um incômodo coloca todo seu desempenho a perder. No mundo da corrida essas histórias são corriqueiras, principalmente, entre iniciantes. Mas a boa notícia é que na maioria das vezes há sim como tomar alguns cuidados para evitá-los antes ou durante a corrida. Dá uma olhada:

1. Assadura

Pode ser nas coxas, na virilha, nas axilas ou em qualquer outro ponto de fricção, é comum os corredores sofrerem com as assaduras. Em mulheres, o problema também é frequente nos ombros devido a alça do top e nos homens, dependendo do tecido da camisa, o atrito pode acabar ferindo os mamilos.

Para prevenir as assaduras, a dica é manter a pele sempre hidratada e durante a corrida recorrer ao uso de vaselina sólida – aquelas que encontramos nas farmácias – nas regiões de mais fricção. Mas tome cuidado para o produto não manchar as roupas escuras.

Outra opção são os cremes específicos para prevenir assaduras, os chamados “antiatrito”. Eles podem ser encontrados em feiras de corrida ou lojas de material esportivo, e devem ser utilizados nas regiões onde o problema com as assaduras é mais recorrente.

2. Tênis apertado

Nunca estreie um tênis em uma prova. Prefira algum modela que já esteja amaciado e adaptado ao seus pés, isso pode evitar aquele incômodo de tênis novo durante a corrida.

Mas se você não tiver outra opção de calçado para correr a prova existem alguns truques para amaciá-los em casa mesmo. Basta calçar o tênis enquanto usa meias grossas e um secador no ar quente para acelerar o processo de laceamento. Quanto mais natural o material do tênis, mais flexível ele poderá ficar.

Também há a opção de usar o líquido de alongamento, conhecido como “stretching liquid”, que deve ser borrifado antes de calçar o tênis e promete um espacinho a mais na região dos dedos. Se você quiser uma opção mais caseira, o jornal molhado é um dos truques mais usados e que muita gente diz funciona; é só amassar um pouco de jornal, molhá-lo na água e colocar dentro do tênis. No dia seguinte o cabedal terá se expandido um pouco.

+ Inscreva-se para a Run the Night SP!

3. Problemas nos pés

Acredite, incômodos nos pés podem colocar a perder todo o seu desempenho em uma prova, por isso é sempre bom evitar cortar as unhas muito curtas perto de uma corrida para que o atrito da ponta dos dedos com o tênis não cause vermelhidão e desconforto.

Se você já tiver com algum problema nas unhas no dia da prova, proteja o local utilizando gaze, use meias adequadas para corrida, evite tênis apertado ou muito folgado, para não forçar a ponta dos pés.

Evite também lixar demais a sola dos pés e tirar cutículas, pois essas são proteções naturais do corpo que ajudam a evitar o aparecimento de calos, infecções e bolhas.

4. Câimbras 

Consumir alimentos ricos em cálcio, potássio e magnésio também são fatores que ajudam na prevenção deste incômodo. Mas nunca se sabe quando elas vão aparecer.
As câimbras chegam quando menos esperamos e geram dor e rigidez intensas, provocadas por contrações involuntárias dos músculos. Em geral, a parte mais afetada é a panturrilha, principalmente em corredores. Se você estiver em uma prova e sentir o incômodo, a dica é procurar relaxar a musculatura com exercícios de alongamento e massagem.

5. Boca seca 

Estar com a boca seca indica que seu ponto de equilíbrio de líquidos já passou há algum tempo e provavelmente o seu desempenho está caindo. Geralmente, este é um sintoma de que sua hidratação não está sendo feita da melhor forma.

Isso deve ser resolvido na estratégia pré prova, nos treinos e na sua rotina diária. Em dias mais secos ou úmidos, o ideal é que sejam feitas mais pausas para beber água, assim como em treinos mais desgastantes. Já no dia da prova, a hidratação pode ser calculada por quilometragem. Beber água a cada 3km ou 5km, por exemplo. E mesmo que você não esteja com sede durante a prova, não passe reto nos pontos de hidratação.

Comentários

Tags:, , , ,
Carolina Abrantes
Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade