Claudio Cotter

Entenda o que é e quais são os benefícios de um tratamento multidisciplinar

A visão da clínica multidisciplinar ou, como tem sido chamada ultimamente, da saúde integrativa é um conceito que traz muitos benefícios para o corredor. Há anos percebemos vantagens neste tipo de abordagem, pois a maior parte das patologias tem aspecto multifatorial.

No início de minha experiência com atendimentos de atletas percebia que os pacientes que passavam comigo e tratavam com acupunturistas por exemplo, se beneficiavam da somatória dos resultados, com isso busquei profissionais que tivessem esta vontade de trabalhar em equipe.

Hoje, trabalhamos em uma equipe com fisioterapeutas com várias especialidades diferentes como acupunturistas, quiropraxistas, nutricionistas, médicos, dentistas e até psicólogos, que interagem e assim conseguem o melhor resultado possível.

Foto: Photographee.eu/Fotolia

Foto: Photographee.eu/Fotolia

A fisioterapia, hoje com uma visão ampla, com abordagem sobre o sistema músculo-esquelético, mas também com um olhar sobre o sistema vestibular, responsável pelo equilíbrio, avaliação das interferências de retrações (aderências) abdominais na mecânica articular, principalmente de pelve e coluna, mais diretamente, mas sem dúvida com uma ação importante sobre joelhos e pés.

Inscreva-se para 1ª Etapa Ford Models Villa Lobo Run Series. Clique aqui!

A análise do movimento, pela visão evolutiva e neurofuncional (avaliação biomecânica), analisa como os ajustes posturais alterados (compensações), que afetam o movimento e às vezes, por um erro no envio de sinal neurológico, podem alterar a biomecânica da corrida.

A acupuntura atua diretamente na regulação hormonal e de neurotransmissores, através do estímulos de acupontos que estão ligados diretamente com o sistema nervoso.

A quiropraxia, com ajustes articulares, que ajudam inclusive em uma boa comunicação do cérebro com o corpo, pois a inervação que passa pela coluna mais móvel e saudável, chega no seu destino com um sinal mais puro e a informação mais nítida para que o sistema músculo-esquelético realize o movimento com maior precisão.

A nutrição que pode levar o atleta ao melhor de sua performance, claro, mas não só pelos nutrientes ingeridos, mas também por melhorar a dinâmica funcional do sistema digestório, diminuindo assim a irritação da mucosa e produção de gases, que podem atrapalhar muito os treinos pela diminuição da capacidade de absorver nutrientes e pela formação também de aderências abdominais nestes processos irritativos.

Foto: Production Perig/Fotolia

Foto: Production Perig/Fotolia

A psicologia, pois como todos sabem, problemas pessoais podem atrapalhar a performance por diminuir a capacidade de concentração e até mesmo tirando a vontade de treinar.

Os dentistas, principalmente na nossa experiência, com a ortopedia funcional dos maxilares, que incrivelmente complementa com perfeição o trabalho postural, no qual corrigimos problemas de oclusão dentária com aparelhos móveis, o que acrescenta muito nas correções realizadas por técnicas, como o Método Busquet da fisioterapia.

Ou seja, quando se fala em olhar para um paciente/corredor como um todo, uma equipe com estes profissionais é capaz de enxergar exatamente qual a raiz do problema e atuar de forma segura para chegar a uma resolução, de praticamente qualquer problema.

Comentários

Claudio Cotter
Fisioterapeuta formado, sempre trabalhou com reabilitação esportiva na clínica, em vários eventos nacionais e internacionais, incluindo O 1º mundial FIFA pela Seleção Sub 17 Feminina como fisioterapeuta da equipe. Ao mesmo tempo se especializando em postura e análise de marcha e da corrida. Hoje, desenvolve trabalhos dentro de um conceito de equipe multidisciplinar em sua clinica e pós graduando em medicina psicossomática, aplicando seus conhecimentos em pacientes esportistas ou não, com o objetivo de tratar a fundo as causas das dores, sendo físicas, relacionadas à postura no trabalho ou na corrida, ou emocionais. Além de consultor da Mizuno em alguns projetos nos últimos 3 anos e ultramaratonista.