Dr. José Marques Neto

Entenda como o ferro funciona no corpo e como pode melhorar a performance do corredor

A principal tarefa do ferro é se combinar com um complexo proteico para formar a hemoglobina, uma proteína especial responsável pela cor vermelha característica das hemácias, ou glóbulos vermelhos. A hemoglobina transporta o oxigênio dos pulmões para os tecidos através do sangue.

O ferro também é utilizado para a formação da mioglobina, presente apenas no tecido muscular. A mioglobina transporta oxigênio para as células musculares, participando assim da reação química responsável pela ação de contração e relaxamento dos músculos. Um praticante de treinamento de força ou um fisiculturista está constantemente destruindo e construindo seu tecido muscular. Este processo pode requerer um suprimento maior de ferro, mineral essencial para a saúde humana. A perda de ferro parece ser maior ainda com a prática de exercícios aeróbicos ou esportes em que ocorre um alto impacto dos pés no chão, como caminhada, corrida, e danças aeróbicas.

O treinamento atlético tende a diminuir as reservas deste mineral por muitas razões Foto: Bit24/Fotolia

O treinamento atlético tende a diminuir as reservas deste mineral por muitas razões Foto: Bit24/Fotolia

Mulheres que praticam exercício físico por mais de 3h/semana também estão mais expostas à deficiência de ferro, assim como as que estiveram grávidas nos 2 últimos anos ou as que consomem menos de 2.200 cal/dia. A carência de ferro pode prejudicar o desempenho físico e muscular. A carência extrema deste mineral pode provocar a anemia ferropriva, ou seja, uma diminuição do número de glóbulos vermelhos por deficiência de ferro, caracterizada por uma concentração de hemoglobina abaixo das faixas normais.

O treinamento atlético tende a diminuir as reservas deste mineral por muitas razões, como estresse físico e lesão muscular. Outra causa de baixa concentração de ferro é a ingestão inadequada de alimentos ricos deste mineral.

Ainda dá tempo de se inscrever na Seven Run 2019!

Estudos sobre a alimentação de mulheres atletas mostram que elas precisam de uma quantidade maior de ferro, do que a dose diária para compensar as perdas ocasionadas pelo exercício. Outras possíveis razões para a diminuição da concentração do mineral são as perdas que ocorrem no trato gastrointestinal, as perdas com o suor e menstruação.

Comentários

Dr. José Marques Neto
Graduado em medicina pela Universidade de São Paulo (USP) e em cinesiologia, Magna Cum Laude, pela Texas Christian University, nos Estados Unidos. Médico especialista em Medicina do Esporte pela SBME e em Ortopedia e Traumatologia pela SBOT, pós-graduado em Fisiologia do Exercício pelo Instituto de Ciências Biológicas-USP e em Biomecânica da Saúde e Atividade Física pela Universidade Gama Filho. Consultor em Medicina do Esporte das revistas Contra Relógio e Women's Health, e do site Webrun. Médico do Esporte do Instituto VITA em São Paulo.