• Corridas de Rua - Confira seis dicas de ouro para a São Silvestre

Confira seis dicas de ouro para a São Silvestre

Poderia ser apenas uma competição comum, mas diversos fatores fazem a São Silvestre ser diferente. São 90 anos de tradição passando pelos pontos mais característicos de São Paulo. O último dia do ano também interfere no andamento da prova, já que as emoções estão afloradas (e ainda estamos digerindo a ceia de Natal).

Outro fator é o tempo: no Brasil, dezembro é um dos meses mais quentes do ano. A quantidade de pessoas e os desníveis do percurso também são notáveis. Apesar de ter ‘apenas’ 15 quilômetros, caminhos planos dividem espaço com descidas e subidas. Para não fazer feio, acompanhe nossas seis dicas de ouro para a São Silvestre.

Edwin Kipsang deve ter seguido estas dicas. Foto: Ana Gandolfo/ Webrun

#1 Ritmo. Para o treinador Aulus Sellmer, da assessoria esportiva 4any1, a corrida pode ser dividida em três partes. “Os cinco primeiros quilômetros podem ser feitos de forma conservadora. A metade da prova, um pouco mais rápida. Quando chegar nos últimos cinco, a dica é desacelerar, porque tem a subida da Av. Brigadeiro”, sugere.

#2 Largada. A corrida tem largada prevista para as 09h em pelotão único. Porém, para garantir um lugar à frente, muitos atletas chegam cedo demais e isso faz com que eles fiquem um bom tempo sob o sol. Para evitar desgaste desnecessário, o ideal é fazer a programação com antecedência e, quem sabe, abdicar de largar entre os primeiros.

#3 Água. Para Laís Coelho, nutricionista do site Natue.com.br, o atleta deve consumir 500ml de água (3 e 1/2 copos) duas horas antes da prova. Meia hora antes de largar, a recomendação de consumo muda para 200ml. Na competição, o ideal é consumir entre 180 e 300ml de água a cada vinte minutos.

#4 E o natal? O nutricionista Danilo Balu alerta: a ceia de natal está liberada, mas desde que se coma com moderação. “Você pode comer de tudo um pouco. Duvido que já não tenha ouvido essa recomendação. Mas se quer comer o chester, o peru, o leitão e também o tender, que o faça em porções de degustação. Afinal esse é um período que geralmente reduzimos a atividade física e corremos o grande risco de ganhar muito peso”, conta.

Não se desespere. Foto: Webrun

#5 Esqueça a barrinha em casa!
Para a especialista Laís Cardoso, o café da manhã deve ser feito de duas a três horas antes da largada. A melhor escolha? Carboidratos, é claro. Pão branco, bolo simples ou tapioca. Esqueça a barrinha de cereal em casa, já que as fibras contidas podem provocar desconfortos gastrointestinais. Frutas sem casca, pão integral e alimentos gordurosos também devem ser evitados.

#6 Bicho papão.
A subida da Av. Brigadeiro Luis Antônio é conhecida como pior trecho da São Silvestre. Mas será que é mesmo? Segundo o treinador Nelson Evêncio, é. “Quando o corredor chega na Brigadeiro, normalmente já está cansado e o corpo, hiper aquecido”, conta. Mas não se desespere. “O atleta deve correr olhando para baixo, sem olhar muito para o final da subida. Isso ajuda a enganar o psicológico já que paramos de pensar que falta muito”, esclarece.

Comentários

Tags:, , ,
Redação Webrun
Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade