• Atletismo - Dez brasileiros competem no primeiro dia do Mundial de Atletismo 2019

Dez brasileiros competem no primeiro dia do Mundial de Atletismo 2019

O Campeonato Mundial de Atletismo 2019 começa nesta sexta-feira (27/9), com as primeiras provas no Estádio Internacional Khalifa. A final da maratona feminina será na zona turística de Corniche, a beira mar no Golfo Pérsico. A competição não terá provas pela manhã, por causa do calor, e a programação está concentrada no final da tarde e à noite em Doha, no Catar.

+ Confira aqui o seu calendário completo de corridas de rua!

Segundo a Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), o evento reunirá até dia 6 de outubro 2.043 atletas (1.031 homens e 1.012 mulheres), representando 210 países.

O Brasil será representado por 44 atletas na principal competição do calendário de 2019 do atletismo, que será uma grande referência para os Jogos de Tóquio 2020. Dos convocados pela CBAt, 10 já competem nesta sexta-feira.

Os primeiros a participar do Mundial de Atletismo 2019

Os primeiros a entrarem na pista do Estádio, que contém um moderno sistema de refrigeração, são os velocistas Paulo André Camilo, Vitor Hugo dos Santos e Rodrigo Nascimento, que disputam as eliminatórias dos 100 m, a partir das 12h05 no horário de Brasília.

“Nós, da velocidade estamos bem preparados. Fizemos um camping importante de treinamento na Tailândia e vamos tentar fazer o melhor”, disse Paulo André, que venceu o Troféu Brasil Caixa, com 9s90, mas com ajuda do vento, no dia 29 de agosto, em Bragança Paulista (SP). “Eu me sinto a 110% e muito confiante.”

Dez brasileiros competem no primeiro dia do Mundial de Atletismo 2019 - Foto: Wagner Carmo/CBAt

Paulo André Camilo –
Foto: Wagner Carmo/CBAt

Às 13:25, também de Brasília, será a vez de Almir Cunha dos Santos, no Grupo A, e de Alexsandro Melo, no Grupo B, disputarem a qualificação do salto triplo. Os dois estão recuperados de lesão.

E, a partir das 14:35, Arthur Terezan, Alison Brendom dos Santos e Marcio Teles participam das eliminatórias dos 400 m com barreiras. Dos três, Alison, campeão pan-americano e mundial universitário, também participou do Camping Internacional de Bangcoc. “O Alison está muito bem e vai ter sua prova de fogo no Mundial, com apenas 19 anos”, lembrou o técnico Felipe de Siqueira. O paulista ocupa o sexto lugar no Ranking Mundial da IAAF, com 48s45.

Dez brasileiros competem no primeiro dia do Mundial de Atletismo 2019 - Foto: Wagner Carmo/CBAt

Alison dos Santos – Foto: Wagner Carmo/CBAt

As últimas duas brasileiras a competir são Andreia Hessel e Valdilene dos Santos Silva, na maratona, que reunirá 69 atletas de 40 países, que tem largada prevista para 23:59 locais (17:59 de Brasília). A prova será disputada num circuito de 7 km.

Ameaça de cancelamento

Por causa da difícil situação climática de Doha, a maratona foi marcada para um minuto antes da meia-noite. Mesmo assim, a vida não será fácil para os atletas. De acordo com o técnico Clodoaldo Lopes do Carmo há até mesmo a possibilidade de cancelamento da maratona e das provas dos 50 km de marcha atlética.

“As informações que temos são muito controversas e falam até em cancelamento das maratonas e da marcha 50 km em nome da integridade física dos participantes. Nossos atletas têm treinado depois das 23 horas e não tem sido nada fácil. Quarta-feira até que deu, na terça foi horroroso. Temperatura em torno de 33 graus, com sensação de 40 e 80% de umidade relativa do ar”, lembrou Clodoaldo.

A tendência, segundo o treinador, é que haja uma quebradeira enorme. “Muito provavelmente os resultados ficarão muito aquém dos últimos Mundiais porque desta vez serão provas de sobrevivência. Os atletas perdem muito líquido e, mesmo com boas estratégias de hidratação, a gente não consegue repor na mesma proporção o que é perdido na transpiração. O que importa é que a situação é igual para todos”, completou o técnico.

+ Inscreva-se para a Maratona do Rio 2020 aqui!

Transmissão do Mundial de Atletismo 2019

O canal de assinatura SporTV 2 anunciou a transmissão das provas do Campeonato Mundial de Doha, nesta sexta-feira (27/9), a partir das 10h30. O canal também tem o Mundial em sua programação, no sábado (28/9), a partir das 10h05, e no domingo (29/9), a partir das 10h. Os fãs de atletismo ainda podem acompanhar o evento de Doha pelo site da IAAF no Live Blog (ativo durante as etapas de competição), ou obter a programação completa das provas e os resultados no site oficial.

A IAAF anunciou premiações milionárias para Mundial de Atletismo 2019. Os atletas que baterem recordes mundiais no Catar, por exemplo, receberão US$ 100 mil. Já os campeões das provas individuais embolsarão US$ 60 mil cada um. Os medalhistas de prata levarão US$ 30 mil e os de bronze US$ 20 mil. Nos revezamentos, as equipes vencedoras faturarão US$ 80 mil. Em todas as provas, haverá premiação em dinheiro até o oitavo colocado.

História – As 13 medalhas do Brasil em Mundiais

Ouro
Fabiana Murer – salto com vara – 4,85 m – Daegu-2011

Prata
José Luiz Barbosa – 800 m – 1:44.24 – Tóquio-1991
Claudinei Quirino – 200 m – 19.89 (-0.8) – Sevilha-1999
Sanderlei Parrela – 400 m – 44.29 – Sevilha-1999
4×100 m (Vicente Lenilson, Edson Luciano Ribeiro, André Domingos e Cláudio Roberto Souza) – 38.26 – Paris-2003
Jadel Gregório – salto triplo – 17,59 m – Osaka-2007
Fabiana Murer – salto com vara – 4,85 m – Pequim-2015

Bronze
Joaquim Cruz – 800 m – 1:44.27 – Helsinque-1983
José Luiz Barbosa – 800 m – 1:43.76 – Roma-1987
Luiz Antônio dos Santos – maratona – 2:12.49 – Gotemburgo-1995
Claudinei Quirino – 200 m 20.26 (2.3) – Atenas-1997
4×100 m (Raphael de Oliveira, Claudinei Quirino, Edson Luciano Ribeiro e André Domingos) – 38.05 – Sevilha-1999
Caio Bonfim – 20 km marcha atlética – 1:19:04 – Londres-2017

Comentários

Tags:, , , , , ,
Redação Webrun
Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade