• Atletismo - Fisioterapia Preventiva: por que aderir?

Fisioterapia Preventiva: por que aderir?

Fisioterapeuta e treinador comentam os benefícios trazidos pela prática

A fisioterapia é um método pelo qual os atletas são submetidos constantemente para acelerar a recuperação após algum trauma ou lesão. Mas, não é só para isso que serve. Ela também pode ser usada para ajudar a evitar esses problemas e melhorar a preparação física.

A prática é feita com exercícios de alongamento e relaxamento, a fim de relaxar a musculatura, aumentar a flexibilidade e a disposição ao longo do dia. Para entender um melhor como funciona a fisioterapia preventiva, o Webrun conversou com o especialista da área Alexandre Carrara.

physiotherapeut behandelt eine patientin mit nackenschmerzen

Qualquer esportista pode aderir a fisioterapia preventiva e trazer benefícios à sua modalidade | Foto: Fotolia

Quais os benefícios da fisioterapia preventiva aos atletas?
Especificamente é prevenir o atleta de lesões decorrentes de sua prática esportiva, proporcionando o máximo de efetividade desse atleta em seu esporte preferido.

Para quem é indicada?
A fisioterapia preventiva é indicada para todo tipo de atleta, desde o atleta iniciante até o de mais alto nível, de atletas de final de semana aos que treinam diariamente, afirma o ortopedista.

Faça sua inscrição para WRun 2018, edições SP e RJ. Clique aqui!

O que mais é trabalhado no corredor que faz fisioterapia preventiva?
Para o atleta corredor é importante ser trabalhado a musculatura do core e a musculatura específica.

A musculatura do core, que engloba a musculatura abdominal, lombar e a musculatura que envolve o quadril e assoalho pélvico, os músculos do core são a base estabilizadora, em principal da coluna lombar, que é o centro gerador de força. Com o core fraco, as dores na região lombar são inevitáveis e com o centro gerador de força estando fraco há um aumento na exigência na musculatura distal, no caso específico dos corredores a musculatura dos membros inferiores serão mais exigidas assim aumentando muito do risco de lesões, explica Alexandre.

Já a musculatura especifica no caso dos corredores são os membros inferiores. É ela que conduz o atleta até seu objetivo, seja o pódio para os profissionais ou para os amadores suas metas particulares. Essa musculatura precisa estar em perfeito equilíbrio de força e flexibilidade assim trabalhando em harmonia, prevenindo as roturas, tendinite, distensões, principalmente as lesões de cartilagens, como os meniscos e ligamentos que requerem tantos cuidados.

Para o treinador de corrida Nelson Evencio, além da postura e processo de regeneração dos músculos, o principal ganho dos corredores com a fisioterapia é “aquele gás” para continuar os treinamentos. “Na fisioterapia preventiva você faz exercícios posturais que inclui fortalecimento e alongamentos para regiões do corpo muito importantes ao corredor, faz massagens  e utiliza aparelhos que aceleram o processo de recuperação dos organismo do desgastes dos treinos, além de já combater algumas lesões em processo inicial, evitando que se agravem com o tempo. Várias vezes cheguei na fisioterapia fadigado e saí da sessão pronto para o próximo treino”, afirma.

Comentários

Carolina Abrantes
Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade