Home / Conteúdo / Notícia

|http://www.webrun.com.br/h/noticias/como-melhorar-sua-passada-na-corrida/12605|http://www.webrun.com.br/h/noticias/como-melhorar-sua-passada-na-corrida/12605
Notícias

Por Hayla Jatobá | 24/08/2011 - Atualizada às 17:21

Como melhorar sua passada na corrida?

Veja as dicas da fisioterapeuta Hayla Jatobá

  • Quanto mais flexível forem as articulações do quadril, joelhos e tornozelos mais amplo será seu movimento Crédito: Iwan Beijes/Stock.Xchng

Como todos nós sabemos para se ter uma boa passada é necessária a melhoria de diversos fatores associados. Para isso, focamos em um dos principais elementos, oferecendo dicas para conseguir este objetivo tão desejado por muitos corredores.

Alongamento-

Quanto mais flexíveis forem as articulações do quadril, joelhos e tornozelos, o movimento de cada uma será mais amplo, aumentando assim a amplitude da passada.

Não podemos esquecer que a região lombar tem extrema importância nesse fundamento. Se pensarmos no corpo como uma cadeia muscular completa, da cabeça aos pés, teremos duas importantes cadeias: anterior e posterior. Dependendo do grau de encurtamento muscular, uma dessas cadeias será afetada, gerando compensações globais durante a corrida. Um exemplo disso é quando sentimos algum desconforto na região lombar após um treino com muitas subidas.

Os principais músculos que devem ser alongados para a melhora da passada são:

- Glúteo máximo e médio;

- Abdutores;

- Adutores;

- Ísquio-tibiais;

- Quadríceps;

- Tíbia Anterior;

- Tríceps Sural (panturrilha).

Pensando em uma maneira de realizar esse alongamento global de todos os músculos importantes para a corrida, o método SGA (Stretching Global Active) utiliza posturas de correção focando na melhora do desempenho na corrida.

Os principais objetivos do SGA são:

- Melhorar a amplitude dos movimentos;

- Melhorar a elasticidade muscular;

- Diminuir as compensações de outras articulações ligadas ao movimento.

Com esse trabalho contínuo de flexibilização, conseguimos realizar todos esses objetivos ganhando uma passada com mais amplitude, maior velocidade e frequência durante a corrida.

Outro benefício é a diminuição do gasto energético, pois se o músculo está mais elástico, permitirá a articulação de fazer o movimento com mais facilidade. Com isso, não será necessário tanta energia para realizar o movimento da passada.

Hayla Jatobá


Hayla Jatobá é formada em fisioterapia em 2008, especialista em RPG/SGA, terapia manual e fisioterapia preventiva. Atou no E. C. Pinheiros com atletas de alta performance e atualmente é sócia-fundadora da Equipe Fisio Run, trabalhando com algumas assessorias esportivas na prevenção e tratamento de lesões dos corredores e triatletas. www.fisiorun.com.br

Comentários

Publicidade

Publicidade