• Saúde - Hérnia de disco: quem tem mais tendência a desenvolver a doença?

Hérnia de disco: quem tem mais tendência a desenvolver a doença?

Cirurgião da coluna esclarece dúvidas sobre problema que afeta principalmente pessoas acima dos 20 anos

Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

A hérnia de disco é uma doença provocada pelo desgaste dos discos intervertebrais estruturas que amortecem o contato entre as vértebras. Quando algum destes discos se rompe ou se desgasta acaba comprimindo terminações nervosas, causando dores, formigamento ou fraqueza nos braços, tronco ou pernas.

Quem tem mais chances de desenvolver a doença?

Segundo o Dr. Bruno César Aprile, cirurgião de coluna e diretor clínico da SO.U Ipiranga, rede especializada em ortopedia, a hérnia de disco afeta principalmente pessoas mais jovens devido à sobrecarga realizada nas atividades diárias e pela falta de atividade física regular, além de hábitos de má postura no dia-a-dia e no trabalho. Com o passar dos anos, pessoas de mais idade que já têm hérnias de disco sem saber, costumam sofrer com o agravamento progressivo da hérnia, isso porque o desgaste do disco progride, formando os conhecidos bicos-de-papagaio (osteófitos).

Sintomas

De acordo com o especialista, a hérnia de disco pode desenvolver-se em qualquer região da coluna, mas preferencialmente no pescoço ou na região lombar. “Quando o problema atinge os discos do pescoço os principais sintomas são dores e formigamentos no pescoço irradiando na região dos braços e mãos. Já na lombar, as dores e formigamentos surgem na região lombar, glúteos, pernas e pés”, completa.

+ Faça sua inscrição para The Music Night Run!

Tratamento

A dor causada pela hérnia de disco pode ser de leve a forte, incapacitando a pessoa de trabalhar e realizar as atividades diárias. Por essa razão, o tratamento varia de paciente para paciente. Administração de remédios, repouso, fisioterapia e acupuntura são alguns procedimentos que podem ser indicados para aliviar a dor; exercícios de fortalecimento sob supervisão são o melhor tratamento atualmente. A cirurgia só é recomenda nos casos graves, em que a dor é insuportável, onde não houve melhora com uso de medicamentos e fisioterapia, ou nos casos onde há perda de força ou de controle dos esfíncteres.

“Hoje já existem procedimentos cirúrgicos modernos para tratar a hérnia de disco e outros problemas na coluna, como a endoscopia da coluna, técnica minimamente invasiva que não utiliza anestesia geral e de rápida recuperação do paciente, com alta hospitalar no mesmo dia da cirurgia”, argumenta.

Prevenção

Com a prática moderada de exercícios físicos, sempre com supervisão de um profissional para garantir uma execução perfeita, é possível fortalecer a musculatura da coluna e melhorar a movimentação das vértebras. “Quem trabalha em escritórios ou passa muitas horas sentado está mais propenso a desenvolver a hérnia de disco, justamente por essa falta de movimentação da coluna. Além disso, evitar esforço físico intenso, como carregar peso excessivo, também contribui para prevenir o problema”, finaliza.

+ Confira algumas provas para desafiar os limites do seu corpo!

 

Comentários

Tags:, , , , , , , ,
Redação Webrun
Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade

NEWSLETTER