• Lesão - Já ouviu falar sobre protusão discal? Saiba o que e como evitar

Já ouviu falar sobre protusão discal? Saiba o que e como evitar

Foto: Depositphotos

Foto: Depositphotos

A protusão discal é o desgaste do disco invertebral, que fica na coluna vertebral. Os discos são estruturas fibrosas responsáveis por garantir a mobilidade entre as vértebras e, principalmente, absorver impactos.

Em geral, a protusão discal ocorre por dois motivos: o envelhecimento natural, que gera uma degeneração vertebral e por sobrecargas recorrentes à coluna vertebral. Existem vários tipos de protusões, como cervical, lombar e torácica; as duas primeiras são as mais comuns. Elas são nomeadas de acordo com a região da coluna em que ocorrem.

Quando ocorre o desgaste do disco, seu núcleo desloca-se e empurra o anel fibroso que envolve a estrutura. Se o anel fibroso não é rompido, a lesão chama-se protusão discal. Entretanto, se o núcleo pulposo ultrapassa o limite do anulo fibroso que o envolve, dá-se o nome de hérnia de disco. Ou seja, a protusão discal pode ser considerada a fase inicial de um possível hérnia de disco.

+ Clique aqui e inscreva-se na Night Nation Run São Paulo. Use o cupom #WEBRUN para ganhar 15% de desconto!

A pessoa pode sentir alguns sintomas comuns, como a dor, a protuberância do local, enfraquecimento e dormência. Mas esses sintomas também podem variar de acordo com o local onde ocorre a protusão; a cervical, por exemplo, caracteriza-se pela dor nos ombros, braços e pescoço. Enquanto a discal lombar, gera dores que podem se estender para um formigamento nas pernas, glúteos e na região genital, além de limitação dos movimentos, sendo este sintoma mais grave.

Qualquer pessoa pode estar propensa à protusão discal, até mesmo quem pratica musculação na academia carregando grandes cargas, o que a longo prazo, é um fator desencadeante para problemas na coluna. Por isso, uma forma de evitara lesão é corrigir a postura, melhorando assim consciência corporal e não pegar peso com muita frequência, seja no dia a dia ou na academia, onde um profissional deve sempre orientar sobre o quanto você pode carregar durante a musculação.

Como identificar a protusão discal?

A maneira mais certeira de diagnosticar o problema é consultando um ortopedista que pedirá exames específicos para analisar a saúde da coluna, os mais comuns são raios – X e ressonâncias magnéticas.

Após o diagnóstico, o tratamento depende da gravidade do caso, e pode ser feito com relaxantes musculares, anti-inflamatórios e, em alguns casos, fisioterapia para correção de postura. Quando nenhum desses tratamentos surte efeito, o paciente pode ser submetido a cirurgia para correção do problema.

 

 

 

Comentários

Tags:, , ,
Carolina Abrantes
Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade