• Triathlon - Luciano Taccone e Bia Neres faturam o 28º Triathlon Internacional de Santos

Luciano Taccone e Bia Neres faturam o 28º Triathlon Internacional de Santos

Devido aos fortes ventos registrados na manhã de domingo, em Santos, não foi possível a realização das provas de natação

Em um dia marcado pelas diferentes condições climáticas registradas na manhã deste domingo (10/03), na cidade de Santos, no litoral paulista, o argentino Luciano Taccone e a brasileira Bia Neres conseguiram superar as dificuldades apresentadas pela prova e venceram o 28º Triathlon Internacional de Santos – American Cup 2019, com os tempos de 01h42min00seg e 01h57min49seg respectivamente.
Por conta das oscilações de temperatura e, sobretudo, pelos ventos de aproximadamente 40 km/h, a organização resolveu cancelar a disputa de natação devido ao mar agitado, passando a prova para o modelo de duathlon com o percurso de 10Km de corrida, 40 Km de ciclismo e mais 5Km de corrida, dificultando ainda mais a competição para os atletas da elite masculina e feminina.
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Já entre os amadores, a prova de triathlon olímpico ocorreu normalmente, tendo em vista que as condições do mar, por volta das 07 horas da manhã (horário da largada), ainda estavam favoráveis, com os atletas José Belarmino de Souza Filho e Nina Keller faturando o título no masculino e feminino, nas distâncias de 1,5Km de natação, 40 km de ciclismo e 10Km de corrida.
A prova
Neste ano a prova contou com uma novidade: serviu como seletiva para classificação dos atletas brasileiros para a Olimpíada de Tóquio, em 2020. Por isso, a disputa teve a chancela da Federação Internacional de Triathlon (ITU), com a supervisão da Confederação Brasileira de Trathlon (CBTri) e Federação Sul-Americana de Triathlon (CAMTRI).
Mesmo sem a natação, a disputa entre os homens foi extensa na corrida e no ciclismo, sendo definida a ponta apenas no sprint final pelo argentino Luciano Taccone, que comemorou muito no final pela primeira vitória em solo brasileiro e, ao mesmo tempo, lamentou o fato da diminuição de 25% na pontuação conquistada, devido a não realização da prova de natação. “Realmente foi uma pena essa questão de o mar estar agitado. Mas, sem dúvida, a organização pensou na segurança dos atletas e resguardar a saúde de cada um. Todavia, estou feliz pela minha conduta na prova e sigo a diante com o objetivo de me classificar para as Olimpíadas em 2020”, disse Taccone.
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Já entre as mulheres, a briga também foi acirrada entre a brasileira Beatriz Neres e a argentina Romina Biagioli, que terminaram juntas os primeiros 10km de corrida. Porém na bike, mesmo com uma queda durante o percurso, a brasileira conseguiu abrir vantagem, no qual conseguiu levar até o final da prova, conquistando o tricampeonato consecutivo do certame.
 “O fato de não ter a natação acabou atrapalhando um pouco a nossa estratégia. Mas, mesmo assim, me senti muito bem durante todo o percurso e, mesmo caindo da bicicleta, consegui render bem o restante da prova”, relatou Neres, que ainda neste domingo embarca para a Austrália visando a participação na Copa do Mundo de Triathlon no próximo domingo.
Para o organizador do evento e diretor da NA Sports, Núbio de Almeida, a competição percorreu com tranquilidade e salientou a participação ativa dos atletas durante todos esses anos. “Mais uma vez provamos que Santos é a capital brasileira do triathlon. É uma tradição da cidade e da população que abraça a competição com entusiasmo e alegria, contagiando as centenas de atletas de todo o Brasil e do mundo. Durante esses 28 anos já tivemos algumas gerações de atletas que passaram por aqui e a renovação continua existindo para o bem da modalidade. Por isso, agradeço de coração a todos que se envolvem para que o triathlon continue forte e atraente”, explicou Almeida.

Comentários

Tags:, , , , , , ,
Redação Webrun
Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade

NEWSLETTER