“Ninguém Morre de Véspera” é tema de palestra

Solução para os sedentários: relação sexual (foto: Alexandre Koda / www.webrun.com.br)
Solução para os sedentários: relação sexual (foto: Alexandre Koda / www.webrun.com.br)

Na noite da última quinta-feira (31) o cardiologista Dr. Nabil Gorayeb ministrou uma palestra na academia competition com o tema “Ninguém Morre de Véspera”. Ele abordou diversos assuntos relacionados à saúde das pessoas e ressaltou as desvantagens do sedentarismo.

Para ilustrar o dia a dia corrido ele mostrou uma imagem de um grupo de executivos sentado numa escadaria comendo sanduíche com refrigerante. Segundo o doutor, a maior incidência de mortes no mundo está relacionada ao infarto do miocárdio, sendo que 51% dos casos é conseqüência de maus hábitos alimentares.

De forma didática e bem humorada ele explicou que qualidade de vida pode ser entendida como a “satisfação de viver na ausência de doença”. Para que haja uma qualidade de vida, são diversos os fatores que influenciam, como alimentação correta e bom relacionamento familiar.

Alimentos – No âmbito alimentício alertou sobre o sal, amplamente utilizado como tempero em saladas e outros alimentos e que influencia no aumento da pressão arterial. “O limite para o corpo humano é de dois gramas por dia, mas comemos em geral 10”. Como alternativa Dr. Nabil recomenda que sejam usadas ervas ou mesmo alguns tipos de pimenta, mas é necessário tomar cuidado com o shoyo, molho de soja típico oriental que contém muito sódio em sua composição.

Outro assunto discutido foi a questão do colesterol, visto por muitos como um grande vilão para o coração e presente no organismo de duas formas: o HDL (colesterol bom) e o LDL (colesterol ruim). O primeiro é formado no fígado, enquanto o segundo é proveniente dos alimentos que consumimos. “Se a pessoa tem colesterol alto, é necessário identificar de onde ele vem. Se for do fígado o controle é com remédios, se for dos alimentos, uma redução de peso pode diminuir o teor entre cinco e 10%”.

Já a questão das gorduras, amplamente discutidas ultimamente, Dr. Nabil explica a famosa gordura trans, tão temida pelas pessoas. “São gorduras modificadas para deixar o sabor dos alimentos melhor, como os biscoitos recheados, por exemplo, e faz aumentar o colesterol ruim”. Ainda segundo o cardiologista, a ingestão de duas gramas dessa gordura é o limite que pode ser consumido diariamente, para evitar que o organismo não consiga processar.

Ele ressalta que não adianta ter uma alimentação saudável, sem gorduras e com níveis de colesterol controlados, se o indivíduo ingere álcool diariamente, como uma cervejinha no happy hour com os amigos, ou mesmo a famosa taça de vinho que os médicos recomendam. “O problema é que as pessoas nunca ficam em apenas uma taça. Em vez de vinho, dois copos de suco de uva fazem o mesmo efeito”, ressalta.

Para ajudar a queimar, nada melhor do que praticar exercícios regulares, como caminhadas e outros exercícios aeróbicos. “Lipoaspiração não resolve o problema, pois é só estética, não tira a gordura interna”, alerta o médico. Ele também comentou sobre os Vigilantes do Peso, grupo que auxilia pessoas a perderem peso. “É interessante como programa de auto-ajuda e para quem já está sendo orientado, pois geralmente é um grupo muito heterogêneo e cada um tem um problema diferente”.

Além de uma educação alimentar e da prática de exercícios físicos regulares, outro fator que deve ser levado em conta para uma boa qualidade de vida é cortar o cigarro. “Se o mundo todo parasse de fumar hoje, haveria uma redução de 33% nos casos de infarto. Cada cigarro diminui a vida do fumante em cinco minutos e meio”, alerta.

Se a pessoa não pratica exercícios, é considerada sedentária e diversos fatores fazem aumentar esse problema no mundo. As novas tecnologias e facilidades e os confortos do dia a dia, como controles remotos, máquinas automáticas para lavar roupa e louça, são agravantes. “Na população de São Paulo temos 70% de sedentários”, afirma o Dr. Nabil, enquanto mostra uma imagem da fachada de uma academia de ginástica com uma escada rolante para os alunos subirem.

Benefícios – “Quanto maior a preguiça, maior o cansaço e menor a vontade de se fazer uma atividade física”, comenta. Segundo ele, num estudo feito com atividades domésticas, ficou comprovado que ao limpar a casa há um gasto de 235 calorias entre as mulheres, 250 entre os homens e lavar a roupa 155 para as mulheres e 165 para os homens.

Entre os benefícios do exercício estão a melhora do humor, uma maior aptidão física, um menor risco de doença e menos chances de isolamento social. “Qualquer atividade saudável precisa ser confortável e trazer bem estar”, lembra o palestrante. Mas ele ressalta que o ideal é praticar exercícios entre três e cinco vezes na semana, sem exageros, pois apenas atletas profissionais podem treinar todos os dias.

“O esporte libera a endorfina, substância que contém os hormônios do bem estar”, comenta. Ainda segundo o doutor, o ideal é que cada um gaste 2.200 calorias por semana, mas sempre com o cuidado para não cometer exageros e sempre com o consentimento médico.

Para aqueles que dizem não ter tempo, mas certamente guardam uma parte do dia para a relação sexual, o Dr. Nabil diz que já é um começo. “Na relação sexual perde-se de três a 10 calorias por minuto”. Na corrida e na natação, por exemplo, há um gasto de 12 a 14 calorias por minuto.

Ele encerrou a palestra enfatizando novamente que “ninguém morre de véspera, o que existem são doenças prévias não identificadas”. Ainda de acordo com o médico, é estritamente necessária uma avaliação cardiovascular para prevenir problemas e um pronto atendimento para salvar uma vida em caso de emergência.

Luis Carlos Teixeira foi um dos presentes que mais fez perguntas para o Dr. Nabil e, ao final, avaliou a palestra como excelente. “Foi bem abrangente na área físico alimentar e o conteúdo bem direcionado para os praticantes de corrida”. Já o professor de educação física Alexandre Sugawara, também aprovou a palestra e dá uma sugestão. “Esse tema poderia ser mais divulgado para profissionais da área, para aprofundar melhor o assunto”.

Quem não teve a oportunidade de assistir à palestra, ou aqueles que quiserem saber um pouco mais sobre os assuntos abordados, pode adquirir o livro do Dr. Nabyl “Ninguém Morre de Véspera”, disponível nas principais livrarias e lojas especializadas em corrida, sob o valor médio de R$ 30.

Este texto foi escrito por: Alexandre Koda

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts