40ª Maratona de Londres foi histórica e de resultados imprevisíveis na prova masculina

A 40ª Maratona de Londres aconteceu no último domingo, 04 de outubro, e foi histórica por diversos motivos.  Primeiro porque foi adiada de 26 de abril para 04 de setembro e, depois porque teve seu formato alterado: prova presencial somente para atletas de elite e corrida virtual para cerca de 45 mil inscritos.

40ª Maratona de Londres foi histórica e de resultados imprevisíveis na prova masculina
Foto: Reprodução Virgin Money London Marathon

Todas essas alterações foram por conta da pandemia de Covid-19 que, inclusive, também atrapalhou a rotina de treinamento de muitos atletas e gerou resultados diferentes do que era esperado. A grande surpresa da 40ª Maratona de Londres foi a performance do queniano Eliud Kipchoge, campeão olímpico e recordista mundial, que vinha de 12 grandes apresentações com vitórias consecutivas na distância, mas desta vez chegou na 8ª colocação.

A prova aconteceu em um percurso de 2,150 metros com várias voltas no entorno do St, Jame´s Park, e virtual a cerca de 45.000 inscritos que tiveram um período de 24hrs para completar os 42.195 metros correndo ou caminhando em qualquer local do mundo. 

+ Veja como participar de uma corrida virtual!

As largadas femininas e masculinas foram separadas com intervalo suficiente para que todas as atletas mulheres completassem o percurso antes da largada dos homens. As favoritas Brigid Kosgei, recordista mundial com 2hrs14min04 e Ruth Chepngetich, campeão mundial que tem como melhor tempo 2hrs17min08 seguiram as pacemakers (mulheres) passando os primeiros 5km em 16min26seg (3’07”/km), os 10km em 32min25seg (3’04”/km) e a meia maratona em 1hr08min12seg, projetando o final de prova para 2rs16min24seg, porém o clima chuvoso fez com que o ritmo caísse, principalmente após a saída da última pacemaker no km 25, sendo os próximos 5km percorridos em 17min01seg, 3’24”/km.

40ª Maratona de Londres foi histórica e de resultados imprevisíveis na prova masculina
Foto: Reprodução Virgin Money London Marathon

Percebendo a queda de ritmo, a queniana Kosgei tomou a ponta e acelerou do km 30 para o 35 em 16min42seg (3’20”/km) , abriu grande vantagem e seguiu sozinha. Chepngetich vinha na 2ª colocação, Ashebe Bekere da Etiópia na 3ª colocação e a americana Sarah Hall que no km 30 passou na 8ª colocação, agora já ocupava a 6ª posição.

Kosgei terminou a prova em 2hrs18min58seg, sem ser ameaçada, porém a grande surpresa no feminino ainda estava por acontecer. Desgastada por ter acompanhado Kosgei na ponta, Chepngetich começou reduzir o ritmo e Sarah que no km 30 estava 2min e 30seg atrás, veio aparecendo na tela, fazendo careta, demonstrando muito sofrimento, porém acelerando. Faltando poucos metros para o final, já na reta de chegada, Sarah deu um sprint fantástico, ultrapassou a campeã mundial e completou a prova em 2hrs22min01seg,  seu novo recorde pessoal. Chepngetich completou a prova na 3ª colocação em 2hrs22min05seg, Ashete Bekere da Etiópia foi a 4ª colocada com 2hrs22min51seg e  Alemu Megertu também da Etiópia 5ª com 2hrs24min23seg.

No masculino, o bloco de atletas passou os primeiros 5km em 14min49seg, ritmo de 2’58”/km, quando o combinado era 2’53”/km. Os 10km em 29min45seg e a meia maratona em 1hr02min56seg, ritmo de 2’59”/km, que projetava o final de prova para 2hrs04min52seg, bem longe do esperado.

40ª Maratona de Londres foi histórica e de resultados imprevisíveis na prova masculina
Foto: Reprodução Virgin Money London Marathon

O ritmo manteve-se parecido até o km 30, porém daí em diante começou a cair, com o bloco de 9 atletas correndo em 15min15seg (3’03”/km) do km 30 para o km35. Kipchoge tentou tomar a frente como de costume, porém os adversários reagiram e o inesperado aconteceu… O grande favorito começou a sentir e perder contato com o bloco. O atleta que sempre dominou a maratona e seus adversários, desta vez passou por um momento de mortal deixando todos surpresos. 

+ Confira o calendário completo de corridas de rua!

Shura Kitata da Etiópia  que já havia perdido em Londres para Kipchoge tomou a frente, junto com Vicent Kipchumba do Quênia e Sisay Lemma também da Etiópia e iniciaram a guerra pela primeira colocação. Faltando poucos metros para a chegada, Kipchumba que é bem mais alto que Kitata tomou a frente com uma grande aceleração, mas Kitata reagiu, acelerou ainda mais e cruzou a linha de chegada em 2hrs05min41seg, apenas 1 segundo a frente de Vicente Kipchumba com 2hrs05min42seg e 4 segundos de Sisay Lemma com 2hrs05mine45seg. O etíope Mosinete Geremew que tem a 3ª melhor marca da história (2hr02min55seg) chegou na 4ª colocação com 2hs06mine4seg e Mula Whasihun também da Etiópia fechou o pódio com 2hs06min08seg. 

Eliud Kipchoge cruzou a linha de chegada em 2hrs06seg49seg,  na modesta, mas honrosa 8ª colocação,  sentindo na  pele pela primeira vez a famosa imprevisibilidade de uma maratona. 

+ Conheça as medidas que tornaram possível a realização da 40ª Maratona de Londres.

Foto: Reprodução Virgin Money London Marathon

Resultados:  

Homens
1º Shura Kitata (ETH) 2:05:41
2º Vincent Kipchumba (KEN) 2:05:42
3º Sisay Lemma (ETH) 2:05:45
4º Mosinet Geremew (ETH) 2:06:04
5º Mula Wasihun (ETH ) 2:06:08
6º Tamirat Tola (ETH) 2:06:41
7º Benson Kipruto (KEN) 2:06:42
8º Eliud Kipchoge (KEN) 2:06:49
9º Sondre Nordstad Moen (NOR) 2:09: 01
10º Marius Kipserem (KEN) 2:09:25

Mulheres
1º Brigid Kosgei (KEN) 2:18:58
2º Sara Hall (EUA) 2:22:01
3º Ruth Chepngetich (KEN) 2:22:05
4º Ashete Bekere (ETH) 2:22:51
5º Alemu Megertu (ETH ) 2:24:23
6º Molly Seidel (EUA) 2:25:13
7º Gerda Steyn (RSA) 2:26:51
8º Sinead Diver (AUS) 2:27:07
9º Darya Mykhaylova (UKR) 2:27:29
10º Valary Jemeli (KEN) 2:28:18 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nelson Evêncio

Nelson Evêncio

Graduado em Educação Física. Pós Graduado em Treinamento Desportivo, Administração e Marketing Esportivo. Treinador Nível II pela IAAF. Presidente a ATC- Associação dos Treinadores de Corrida de 2009 a 2017.

Ver todos os posts