5 perguntas que você já se fez sobre o HIIT

O HIIT se baseia em sessões de treino que intercala treinos intensos e períodos de descanso. | Foto: Fotolia
O HIIT se baseia em sessões de treino que intercala treinos intensos e períodos de descanso. | Foto: Fotolia

Você já quis fazer um treino que traga mais resultados em menos tempo? Se sim, o HIIT (High Intensity Interval Training) é uma ótima opção. O treinador Fellipe Franco, conversou com o Webrun e tirou 5 dúvidas que sempre aparecem quando se fala dos benefícios desse treinamento. Dá só uma olhada:

1 – O HIIT é indicado para quem quer emagrecer?

Para Franco, quem busca emagrecer deve analisar o HIIT por dois lados. Primeiro, é importante pensar que esse tipo de treino intervalado provoca um gasto calórico muito alto. Isso deve-se à ação EPOC  – em português, Consumo de Oxigênio Pós-Exercício – ou seja, o gasto de calorias após o término dos exercícios. A EPOC funciona diretamente proporcional a intensidade dos exercícios . É aí que o HIIT entra: exercícios muito intensos com intervalos, gerando cerca de 48 horas de gasto calórico e aceleramento do metabolismo. Por outro lado, geralmente, pessoas que buscam emagrecer estão com sobrepeso. Desta forma, treinos como HIIT podem ser estabelecidos priorizando a individualidade de cada um, para que ela aguente a intensidade do treinamento de forma segura.

2 – Quais são os cuidados necessários para quem quer começar o HIIT?

Consultar um cardiologista é o primeiro passo. A investigação clínica da saúde geral do paciente é essencial, seguida dos testes ergométrico ou ergoespirométrico. O que são eles? De forma geral, ambos consistem em uma avaliação da capacidade física e indicam a intensidade adequada ao quanto cada indivíduo é capaz. Entre os testes, o ergoespirométrico é o mais indicado pois determina resultados mais precisos. Se a avaliação for positiva, o segundo passo é pensar nos instrumentos. Roupa confortável, tênis adequado, infraestrutura apropriada são pontos importantes. Em terceiro, e tão importante quanto os anteriores, é ter o acompanhamento de um treinador profissional especializado em HIIT.

O HIIT pode ser inserido nos treinos de triatletas. Participe da 28º Troféu Brasil de Triathlon – 1º Etapa 2018

3 – O HIIT é um bom treino para corredores?

Seu criador, o tcheco Emil Zátopek foi um medalhista no atletismo olímpico. O HIIT se assemelha aos treinos de tiro – que consiste em estipular uma distância e corrê-la o mais rápido possível. Esses treinos intensivos relacionam-se com potência, que exige coordenação motora, técnica e condicionamento físico. O treinamento intensivo e rápido estimula nossa capacidade anaeróbica, enquanto treinos longos e de intensidade constante trabalham a resistência aeróbica. Um bom nivelamento dos dois, promoverá o melhor desempenho do corpo e menor desgaste em corridas longas.

4 – Como um corredor pode balancear o HIIT com a corrida?

O ideal é que os exercícios intensivos sejam feitos na frequência de uma a duas vezes por semana. Por exemplo: se um atleta corre três vezes na semana, ele pode fazer o primeiro treino de HIIT, bem pesado; o segundo treino pode variar e ser um fartlek (método que dá total controle ao atleta, que decide alternar distâncias, terrenos, períodos e velocidade de acordo com sua disposição); e terceiro uma corrida longa. É sempre bom lembrar que para cada tipo de distância, sejam elas 5 km, 10 km, 21 km ou 42 km precisa de um treino específico para sua quilometragem, em especial os que correm meia maratona e maratona os treinos longos são essenciais.

5 – Qualquer atleta pode praticar o HIIT?

Por mais que seu berço seja na corrida, ele não é restrito à ela. Você pode colocar o Protocolo Gibala ( mais tempo de treino de alta intensidade e mais tempo de intervalo), Protocolo Tabata (em 4 minutos, são feitos 20 segundos de treino intenso e 10 de intervalo)  em exercícios de musculação, cross fit. Não é necessário usar uma esteira ou qualquer outro ergométrico, pela ampla possibilidade de lugares para treinar é fácil inserí-lo em outros esportes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Larissa Santos

Larissa Santos

Pseudo jornalista da ECA-USP. Meus amigos costumam dizer que sou criativa e uma explosão sentimental. Eles também reclamam de ser atrasada, mas juro que vou melhorar. Mirei em cultura e vim parar em esportes, mas tá tudo bem, eu amo escrever sobre tudo.

Ver todos os posts