6 dias para praticar exercícios físicos em dias quentes

Para muitas pessoas, treinar ao ar livre e em dias quentes pode ser difícil e desagradável, mas com algumas dicas é possível manter os exercícios físicos mesmo durante o calor. De acordo com Liora Bels, especialista em bem-estar do Freeletics, com a chegada dos dias quentes, os praticantes de exercícios físicos devem ficar mais atentos a alguns riscos inerentes à estação, como queimaduras solares, picadas de insetos, desidratação e, no pior do casos, até mesmo insolação. “Mas até sintomas menos graves, como náuseas, tontura ou cãibras, podem aparecer e afetar a performance”, completa.

“Além desses contratempos, vale ressaltar que os treinos de alta intensidade aumentam muito a frequência cardíaca, o metabolismo e a temperatura corporal em um curto espaço de tempo. Com a temperatura elevada, muitas pessoas experienciam uma susceptibilidade maior a problemas cardiovasculares. Então vale diminuir o tempo de exposição aos raios solares”, explica.

6 dias para praticar exercícios físicos em dias quentes

Para evitar qualquer tipo de risco, a especialista do Freeletics aponta seis dicas para quem quer praticar exercícios em dias de calor e ficar livre de preocupações. Confira:

1. Treinos na sombra

A maioria das pessoas faz isso de forma automática. “Treinos sob altas temperaturas e em dias ensolarados devem sempre ser feitos na sombra. No entanto, é recomendável se planejar antes. A área de sombra é suficiente no lugar de treino? Quanto espaço será necessário? É possível ir a um bosque ou parque? Qual é a direção do sol? Planejar é essencial e pode evitar a necessidade de procurar um lugar alternativo durante a atividade ou que a pessoa tenha que treinar no sol escaldante”, alerta Liora.

2. Treinos matutinos e noturnos

Enquanto que no inverno e em dias frios é aconselhável que os treinos sejam feitos no meio do dia, a fim de aproveitar ao máximo a luz solar, no verão a recomendação é exatamente fugir desse momento e mudar o treino para a parte da manhã ou à noite. “Nessas horas, as temperaturas são mais agradáveis e a exposição à radiação solar é menor. De manhã cedo, o ar é mais fresco e torna o começo do dia igualmente refrescante”, destaca a especialista.

3. Quantidade adequada de ingestão de água

Altas temperaturas são acompanhadas de uma maior perda de líquidos por meio da transpiração. É por isso que a especialista aconselha a tomar um litro adicional do normal de água. “A capacidade física já diminui com um défice de água de 2% do peso corporal, já que a água é o meio de reação e transporte número 1 do nosso corpo. Uma ingestão adequada de água é necessária para garantir que os minerais perdidos na transpiração sejam repostos, pois são necessários para o funcionamento correto dos músculos”, explica. Com uma deficiência de minerais, a cãibra é apenas uma opção de sintoma que pode ocorrer. “O risco de desidratação e cãibras durante e depois do treino é especialmente alto, por isso é aconselhável aumentar a ingestão de líquidos antes do treino. E já que não é agradável treinar com o estômago cheio de água, a recomendação é tomar dois copos aproximadamente 30 minutos antes do treino”, completa.

+ Seu calendário completo de corridas está aqui!

4. Roupas funcionais

Especialmente no verão, utilizar roupas funcionais pode ser muito útil durante os exercícios. “Materiais que dissipam o suor e que mantêm o corpo frio por meio de ventilação são as melhores alternativas, assim como roupas justas que criem o menor atrito possível. As roupas devem cobrir a maior parte do corpo, a fim de evitar queimaduras solares e picadas de insetos”, destaca Liora. “Além disso, as pessoas devem proteger o rosto do sol. Um boné é ideal para cobrir a maior parte do rosto e, ao mesmo tempo, a área dos olhos”.

5. Filtro solar

No verão, a pele é extremamente exposta à radiação ultravioleta durante o dia, também na sombra. “Ainda que a aplicação correta de filtro solar no verão seja uma recomendação geral, é preciso dar destaque especial à ela. Os riscos de queimaduras solares são conhecidos por todos e a sua prevenção deve ser levada a sério”, alerta a especialista.

6. Repelentes

Mosquitos, vespas e moscas durante os treinos podem distrair e irritar. “O verão é a alta estação dos insetos. Por isso é aconselhável aplicar um repelente antes de treinar”, conclui.

Leia também:

– Fortaleça a lombar e melhore a sua performance
– Alimentação pré e pós treino: o que consumir?

– Exercícios para manter o core fortalecido
– 6 dicas para começar adotar hábitos saudáveis 
– Má postura no exercício ou no dia a dia? Dor no ombro ao correr? Confira as dicas do ortopedista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts