77ª Corrida Internacional de São Silvestre

Mulheres largam às 15 horas (foto: Harry Thomas Jr  Arquivo WebRun)
Mulheres largam às 15 horas (foto: Harry Thomas Jr Arquivo WebRun)

A 77ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre conferiu a prova o título de maior Corrida de Rua realizada no Brasil, título que havia perdido temporariamente para a Maratona de Revezamento do Pão de Açúcar no último mês de setembro. Participaram desta edição 17 mil corredores, sendo 15 mil na prova masculina e mais 2 mil na competição feminina.

Na prova masculina o etíope Tesfaye Jifar, atualmente, o oitavo maratonista mais rápido da história e atual campeão e recordista da Maratona de Nova York, foi quem venceu a competição.

No masculino os africanos tomaram a ponta logo no início da disputa com o pelotão formado pelo etíope Tesfaye Jifar e pelos quenianos Guilbert Okari, John Yuda, Evans Rutto e Kigen Kibet. ]]

Com esses mesmos quenianos, Jifar, chegou a trocar empurrões durante a corrida por ter sido “fechado” por um deles logo no início da disputa.

Problemas à parte, Jifar ditou o ritmo e abriu vantagem frente seus oponentes e fechou a prova com o tempo de 44:15.

Ano passado em sua primeira participação na São Silvestre, quando foi terceiro colocado completou o percurso em 43:59.

Na segunda colocação o queniano Guilbert Okari (44:21) seguido pelo tanzâniano John Yuda com o tempo de 44:37.

O atleta Marílson Gomes da equipe Pão de Açúcar BM&F São Caetano foi o brasileiro que obteve a melhor colocação, esse ano repetiu o feito da prova de 1999 quando completou a em quarto lugar.

Marilson fechou a competição com a marca de 44:43.

Competou o pódio na quinta colocação Vanderlei Cordeiro de Lima (Pão de Açúcar BM&F São Caetano) que conquista seu sexto pódio na competição.

Cordeiro de Lima fechou a prova com a marca de 44:55.

Entre as mulheres, a festa foi brasileira, com Maria Zeferina Baldaia (Mizuno) e outras três atletas conquistando quatro posições do pódio.

No 3 Km (foto) a líder era Maria Zeferina Baldaia (Mizuno) e o pelotão que a acompanhava de perto era formado por Selma dos Reis (Mizuno), Adriana de Souza (Mizuno) , Fabiana Cristine (Pão de Açúcar BM&F São Caetano), Martha Tenório e Margareth Okayo.

Já na metada da prova no 7,5 Km o pelotão líder ficou resumido a três corredoras, Margareth Okayo, a líder, seguida de Baldaia e Narloch. A partir daí passaram a travar um bom duelo revezando-se na dianteira, com Narlock liderando na passagem do 12Km na altura do Viaduto do Chá.

No início da subida da Brigadeiro Luis Antônio (13Km), Okayo começou a forçar o ritmo, abrindo uns 15 metros de Baldaia e Narloch.

Mas o dia era de Baldaia que foi “buscar” Okayo e ultrapassá-la no 14 Km, tomando a liderança para não mais perder até a linha de chegada.

Baldaia fechou a prova com o cronômeto marcando o tempo de 52:12 e torna-se a terceira brasileira a vencer a competição, antes dela somente Carmem de Oliveira (1995) e Roseli Machado (1996) haviam conquistado tal feito.

“Sempre quis subir no pódio da São Silvestre e escutar o hino brasileiro”, comemorou a ex-bóia fria que em 2001 teve grandes resultados como as vitórias nos 10K Troféu Cidade de São Paulo, na Corrida Sargento Gonzaguinha e Volta Internacional da Pampulha.

A queniana Margareth Okayo ficou com a 2ª colocação com a marca de 52:23 e Márcia Narloch em terceiro com o tempo de 53:07.

Marcinha como é carinhosamente conhecida entre os atletas festejou bastante sua chegada e seu pódio. Essa prova marca a despedida da atleta na competição:

“É a minha despedida”, disse Narloch.

Completaram o pódio feminino Adriana de Souza (53:41) e Selma dos Reis (53:57).

As quatro brasileiras que subiram ao pódio pertencem a equipe Mizuno que estreava justamente na São Silvestre. A nova equipe de atletismo Mizuno 2002 é composta por nove atletas de elite, além das mulheres já citadas destacam-se Elenílson da Silva e José Telles de Souza.

Resultados Masculino:

1. Tesfaye Jifar Ragassa (Etiópia) 44min15s
2. Guilbert Okari (Quênia) 44min32s
3. John Yuda (Tanzânia) 44min37s
4. Marílson Gomes dos Santos (Pão de Açúcar) 44min43s
5. Vanderlei Cordeiro de Lima (Pão de Açúcar) 44min55s
6. Evans Rutto (Quenia) 45min38s
7. Romulo Wagner da Silva (Cruzeiro EC) 45min46s
8. Kigen Kibet Diadora (Quênia) 46min02s
9. Paulo Alves dos Santos (Cruzeiro EC) 46min22s
10. José Cicero Eloy (Pé de Vento) 46min27s

Resultados Feminino:

1. Maria Zeferina Baldaia (BRA), 52m12;
2. Margaret Okayo (Quênia), 52m23;
3. Márcia Narloch (BRA), 53m07;
4. Adriana de Souza (BRA), 53m41;
5. Selma dos Reis (BRA), 53m57;
6 Ednalva Lauriano da Silva (BRA), 54m20;
7. Bertha Oliva Sanchez (Colômbia), 54m36;
8. Martha Tenório (Equador); 54m44;
9. Marlene Furtado (BRA), 54m56;
10 Marizete Rezende (BRA), 55m31.

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts