Veja quais são os alimentos que podem te ajudar no processo de cicatrização

A alimentação e a saúde tem relação direta: o que comemos pode influenciar significativamente a capacidade do organismo, em se restabelecer de determinadas situações, bem como afetar a cicatrização de ferimentos.

Independente do tamanho do machucado, o corpo escolhe uma resposta eficaz para tratar o mais rápido possível a lesão. Porém, para que ele seja capaz  de realizar essa tarefa, é essencial que o paciente esteja em um estado nutricional saudável, uma vez que esse processo recorre à diversos micro e macronutrientes na hora de recompor a área comprometida.

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Quando alguém sofre um ferimento muito grande ou é operado e fica com uma cicatriz, a medicação e cuidados não são as únicas medidas a serem tomadas, ter uma dieta de qualidade é importantíssimo. Uma pessoa bem nutrida, terá uma resposta mais rápida ao tratamento, já um indivíduo com carências nutricionais terá uma resposta mais lenta, ou até mesmo sofrer com complicações durante a cicatrização.

 

Participe da Meia Maratona do Descobrimento em Porto Seguro!

 

A nutricionista Caroline Yoshioka, da Midway Lab, ensina alguns alimentos que ajudam no processo de cicatrização e dieta saudável com muitos nutrientes, veja:

 

Cúrcuma – é um potente anti-inflamatório

Cravo da Índia – ação anti-inflamatória e alívio da dor.

Repolho – Também de propriedades cicatrizantes e curativas, retirando as toxinas devido ao enxofre e vitaminas que possui.

Água – Isso mesmo, água! A hidratação tem que ser aumentada, é necessária para ajudar na criação da “casquinha” do machucado.

Babosa – Ela contém uma substância chamada mucilagem, que além de facilitar a cicatrização também reduz o inchaço do local e destrói os micro-organismos presentes. Reduzindo assim o risco de infecção e ajudando a cicatriz a desaparecer mais rápido. Atenção: ela deve ser aplicada sobre o ferimento, não ingerida!

Whey Protein – Posteriormente é bom pensar em usar um pouco de whey ou bcaa, para fortalecer os músculos. Um exemplo para o uso desses produtos é no caso de uma queimadura grave.

Glutamina – É boa para processos de cicatrização e até para o câncer, também ajuda no sistema digestório.

Alimentos verdes escuros – Está provado cientificamente que pacientes com queloide têm níveis mais baixos de nutrientes encontrados nestes alimentos, como vitamina A, D, E e K. Tudo porque a colagenase só aparece em sua presença.

Vitamina C – Frutas cítricas, que colocados na refeição principal ajudam na absorção de nutrientes e tornam mais efetivos os alimentos já citados.

Ômega 3 – Gordura de ação anti-inflamatória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Daniel Krutman

Daniel Krutman

Publicitário de formação, especialista em sociologia do consumo e em marketing digital. Trabalha há mais de 10 anos com conteúdo e marketing esportivo.

Ver todos os posts