Saiba como a corrida ajuda a aliviar sua ansiedade

É natural que os corredores fiquem um pouco ansiosos antes das provas, sejam amadores ou os profissionais, afinal é a hora de pôr em prática todo o esforço dos treinamentos. No entanto, o nervosismo em excesso também pode acabar prejudicando a performance do atleta.

via GIPHY

Para a psicóloga Elaine Lopes as emoções impactam diretamente no resultado, pois tudo está ligado à confiança e motivação, seja para o lado bom ou ruim.  “Existe a possibilidade da corrida deixar a pessoa mais ansiosa, se ela já tem tendência para sofrer com o distúrbio e não trata isso. A vontade de melhorar a performance, bater metas, completar provas devem ser medidas, é preciso administrar emoções, para não se prejudicar”, explica.

Quem sofre de ansiedade precisa fazer acompanhamento psicológico e dependo do caso usar medicamentoso também. Mas praticar esportes com frequência pode ajudar os resultados e servir como uma “válvula de escape” para as emoções, ainda mais na corrida que está sempre oferecendo novos desafios e distâncias.

via GIPHY

Diversos estudos já mostraram como a modalidade aeróbica é capaz de “reconfigurar nosso cérebro”, isso porque a corrida pode aumentar os níveis de bem estar e euforia em quem a pratica, seja amador ou profissional. Conversamos com a psicóloga Elaine Lopes para entender como a corrida pode ajudar a combater os sintomas de ansiedade. Confira:

Como correr pode colaborar na luta contra o distúrbio?

“A corrida na parte emocional pode tirar o foco daquilo que te deixa ansioso e ser uma boa aliada, já que te ocupa e faz dedicar-se a outra coisa, mas para isso é preciso descobrir os motivos que o deixam ansioso e trabalhar isso”, afirma.

Inscreva-se para o Mountain Do Fernando de Noronha. Clique aqui e participe!

Então não basta só correr?

“Correr libera hormônios importantes para sensação de prazer, como a serotonina. Eles fazem com que a gente se sinta melhor, seja física ou fisiologicamente, inclusive, ajudam a dar mais qualidade ao sono. Além de serem capazes de regular o funcionamento hormonal, causando uma sensação de bem estar, fazendo com que, dessa forma, você tenha os sintomas da ansiedade minimizados, mas é lógico que isso não é o suficiente, é preciso fazer um acompanhamento profissional para tratar a causa do distúrbio”, explica a especialista.

via GIPHY

Quem corre está livre da ansiedade?

“Existe a possibilidade da corrida deixar a pessoa mais ansiosa, se ela já tem tendência para sofrer com o distúrbio e não trata isso, a modalidade pode acabar sendo mais um fator para aumentar a ansiedade. A vontade de melhorar a performance, bater metas, completar provas devem ser medidas, é preciso administrar emoções, para não prejudicar o descanso ou de alguma forma descontar na alimentação”, ressalta Elaine.

Veja 4 dicas que podem te ajudar liberar tensões antes de competições

1. Use a mente ao seu favor

via GIPHY

Mentalize coisas que te deem a sensação de bem estar, pode ser sua melhor performance, um momento importante em sua vida, pensar na letra de sua música favorita. O importante é usar esse poder para te fazer se sentir bem e mais seguro quanto à prova que está por vir.

2. Treine sua respiração

via GIPHY

Quanto mais ofegante for sua respiração, mais ansioso você tende a ficar. Procure respirar lenta e profundamente pelo nariz, deixe o tempo de saída de ar durar mais do que o de entrada. Use seu diafragma e concentre-se neste movimento, esse tipo de respiração ajuda a regular o organismo e o sistema nervoso, diminuindo assim o estresse e acalmando sua mente.

3. Relaxe a musculatura

via GIPHY

O movimento de contrair e relaxar grupos musculares separadamente também é ideal para amenizar a tensão, a técnica é chamada de relaxamento progressivo e ajuda a liberar o estresse e tomar mais consciência corporal antes da corrida.

4. Preste atenção em você

via GIPHY

Outro ponto importante é evitar, desde o período pré prova até a linha de chegada, ficar se comparando aos outros, não importa se o corredor ao lado tem um porte mais atlético ou se o tênis dele é mais tecnológico que o seu, olhe para si. Você deve usar seus próprios limites como referência, a concentração é a chave para alcançar objetivos em qualquer modalidade que pratique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Christina Volpe

Christina Volpe

Comecei como corredora, depois me tornei jornalista e repórter do Webrun. Hoje sou editora e convivo diariamente com o esporte há 3 anos. Meu coração bate mais forte toda vez que um atleta conquista seu objetivo, uma corrida acontece e assisto uma competição emocionante. Sempre estou aprendendo e dando meu melhor.

Ver todos os posts