Amadores reclamam do calor no Triatlhon Internacional de Santos

Jaciara comemora a chegada perto da filha (foto: Monique Barleben/ www.webrun.com.br)
Jaciara comemora a chegada perto da filha (foto: Monique Barleben/ www.webrun.com.br)

Em meio a uma multidão de homens, uma competidora cercada de amigos e familiares, na areia do litoral paulista, se emocionava com o Triatlhon Internacional de Santos, realizado no último domingo (20/02). A amadora Jaciara Moreno, de 37 anos, com respiração ofegante, há poucos minutos tinha cruzado a linha de chegada, em um dia no qual os termômetros chegaram próximo aos 35°C.

“O tempo não ajudou, o calor estava forte e água do mar também bastante aquecida. Senti muito cansaço para correr, mas felizmente com esforço cheguei até o fim”, comemora a corredora, que na semana anterior tinha sofrido um pequeno acidente e por pouco não desistiu da prova.

“Eu cai e machuquei meu joelho no domingo passado. Estava com dificuldade até para caminhar e ao poucos foi melhorando. Entretanto, durante os dez quilômetros de corrida o ferimento abriu novamente e tive que ser forte para continuar”, relembra Jaciara, que divide o seu tempo para treinar, cuidar da família e trabalhar.
Entre os amadores, não foi apenas a paulista que reclamou da temperatura, o pernambucano Adriano Nascimento, de 32 anos, disse que o calor paulista não perde em nada para o do Nordeste.

“Apesar de habituado com esse tipo de clima eu senti um pouco de cansaço, principalmente no final da prova. Mas a organização do evento foi excelente e o trajeto também é muito bom”, conta o triatleta que participou do Internacional pela primeira vez com os amigos.

Já o veterano José Gonçalves, aos 41 anos, já marcou presença em pelo menos 17 edições da prova e abriu a sua temporada no último domingo (20/02). “Foi muito difícil. Estava ventando na bike e, para piorar, havia buracos no trajeto”, relata José, que já participou do Ironman do Havaí e é apaixonado por triátlon. “Por causa do trabalho eu troco o horário do almoço por um treino, ou acabo me exercitando antes de dormir, tudo para manter o ritmo”, garante.

Na disputa dos corredores de elite , quem venceu o Triatlhon Internacional de Santos foi Reinaldo Colucci e Carla Moreno.

Este texto foi escrito por: Monique Barleben

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts