Aplique planejamento e foco e tenha sucesso no emagrecimento

Há um trecho no desenho Alice no País das Maravilhas em que a mocinha está caminhando pela floresta e, ao chegar em uma encruzilhada, encontra inúmeros caminhos.

São vários trechos, estradinhas, placas de orientação e uma menina indecisa sem saber muito bem qual caminho escolher. Surge então, embaixo de uma árvore, o
debochado gato. Irônico e misterioso pergunta, a Alice se pode ajudá-la:

Eu só queria saber que caminho tomar, pergunta Alice.
Isso depende do lugar aonde quer ir, responde o Gato.
Realmente não importa, diz Alice.
Então não importa que caminho tomar, afirma o Gato taxativo.

Foto: Pixabay Foto: Pixabay

Exatamente assim funciona com as nossas vidas. Exatamente assim acontece com os nossos objetivos. Todo. Qualquer. Se não sabemos o que queremos, não chegaremos a lugar nenhum. Muito menos onde queremos chegar.

Estamos no início do segundo mês do ano e eu quero saber: o que você já começou a mudar para realizar as promessas que fez na virada de 2016 para 2017? É muito
comum, no calor da emoção, fazer planos, traçar metas para o ano que se inicia. Mas é muito comum também que elas não sejam cumpridas. Você sabia que, de todas as pessoas que traçam planos para o novo ano, 40% já desistem na primeira semana? E desses que permanecem, apenas 15% alcançam seus objetivos nos próximos 365? Pois é Onde você quer se encaixar?

E por qual motivo isso geralmente acontece? Porque raras são as pessoas que traçam as suas metas de forma clara, objetiva, precisa, específica. E por não saberem o que querem, também não sabem o que devem fazer para alcançar. E por não saberem o que devem fazer para alcançar, também não sabem quais recompensas terão quando chegarem a sua meta. Muito menos quais obstáculos poderão enfrentar no caminho.

Nosso cérebro funciona quase como um computador. Ele só emitirá comportamentos para os quais ele for programado. Se eu tenho um objetivo específico, devo mostrar ao meu cérebro no nível mais detalhado possível, para que ele, através do meu sistema nervoso, crie o repertório de comportamentos necessários para atingir essa meta.

No caso de emagrecimento, a história não é muito diferente Muitos prometem a si mesmos novas escolhas, sair do sedentarismo, se alimentar melhor, entrar na academia, mudar o estilo de vida e EMAGRECER Mas será que isso é o bastante?

Para princípio de conversa, você tenta emagrecer, repetida e insistentemente, e não consegue. E se frustra. E passa a acreditar que não é capaz. E isso acontece por um mero, porém importante detalhe: não saber o que te motiva a emagrecer. O que é importante pra você que está te levando a decidir mudar suas escolhas, seus comportamentos e seu estilo de vida?

Inscreva-se no Ticket Agora para a corrida de 3k e 10k

Foto: Pixabay Foto: Pixabay

É fundamental, quando fazemos essas tais promessas a nós mesmos, termos em mente o que vai nos motivar nesse processo. E que, por mais que apareçam dificuldades no caminho, não te fará perder o foco.

Vale também estabelecer um objetivo concreto: colocar no papel ou transformar em cartazes para visualização, o peso que você quer alcançar, o manequim que você quer vestir, e até mesmo o corpo que você deseja ter. Quanto mais você alimentar seu cérebro de informações a respeito do seu objetivo, mais fácil ficará para ele te ajudar a chegar lá

Ainda, é importante ter claro como você vai se sentir quando seu objetivo for alcançado e outros detalhes que são importantes ao cérebro, para que ele entenda qual caminho deverá seguir. O que mais você vai obter com essa conquista? Como você se sentirá ao ter seu objetivo alcançado? Como será a sua vida após realizar a meta?
De nada adianta colocar para si mesmo objetivos inviáveis, como um emagrecimento muito agressivo e não saudável, ou através de ações que não te deem prazer. O cérebro só te ajuda a alcançar algo se ele perceber que isso será bom para você Não vale colocar um objetivo no negativo, pois seu cérebro não saberá interpretar o não: ao estabelecer para si o objetivo não quero ficar gorda, a sua mente entenderá exatamente ao contrário.

É importante também que você mapeie todos os possíveis obstáculos que poderá encontrar no caminho. Assim, eles não serão motivo para que desista de seu propósito. Mapeando os obstáculos, você pode criar estratégias para superá-los, o que fará você transpor qualquer tipo de dificuldade e manter-se firme na sua meta.
Estipule métricas para mensurar se o seu objetivo está sendo alcançado: pesagem na balança, controle de gordura corporal, uma peça específica de roupa, ou algo que te dê a real dimensão de como está o avanço das suas ações e dos seus comportamentos na direção do seu objetivo. Se a meta parece grande demais para começar, transforme-a em mini-metas: se precisa emagrecer 24 quilos em um ano, transforme em 2 quilos por mês, meio quilo por semana. Fica muito mais fácil

E lembre-se de sempre se recompensar a cada conquista alcançada. Não vale ser com uma rodada de pizza ou um rodízio de churrasco Mas sim com uma roupa de ginástica nova, um tênis novo, uma viagem, um ensaio fotográfico Algo que reforce a sua autoestima e te direcione ainda mais na realização do seu objetivo.

Mexa-se Ainda dá tempo, você tem onze meses pela frente para passar um réveillon diferente do ano passado Sem promessas frustradas e acreditando ainda mais em si mesmo O que você está esperando? Só depende de você

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts