Após lesão, Tyson Gay diz que competirá em Pequim

O velocista americano e campeão mundial dos 100m diz que estará pronto para a disputa dos Jogos Olímpicos de Pequim, mesmo após a lesão que o acometeu no último final de semana. Durante a seletiva para os 200m, ele caiu no chão enquanto disputava as quartas de final.

Os exames mostraram uma tensão leve no músculo da coxa, o que deve deixá-lo afastado das pistas por duas a três semanas. A volta triunfante deve acontecer no dia 25 de julho durante o Grand Prix de Londres, onde ele confrontará o jamaicano Asafa Powell nos 100m.

Ainda em Londres, o americano terá que enfrentar o também jamaicano Usain Bolt e o time de velocistas daquele país, que certamente são os grandes favoritos para os eventos de velocidade em Pequim. Gay, que levou o ouro nos 100 e 200 metros do Mundial de Osaka, no Japão, está qualificado para os 100m, mas ficará de fora dos 200m, já que não conseguiu ficar entre os três melhores na seletiva.

“Antes de começar a disputa tive um leve desconforto na coxa. Quando cheguei na primeira parte da curva os dois primeiros passos foram tranqüilos, mas depois eu senti uma fisgada”, lembra o velocista. Ele diz ainda que depois da queda não sentiu tantas dores.

O técnico de atletismo da equipe americana, Bubba Thornton, diz estar confiante e que o atleta estará pronto para assumir seu posto na briga contra Powell e Bolt, no que promete ser um dos destaques das Olimpíadas. “Tenho certeza que ele estará pronto para tomar seu posto no momento que disserem ‘às suas marcas’”.

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts