Atletismo do Brasil estreia nesta quinta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Atletismo do Brasil estreia nesta quinta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Fto: Wagner Carmo/CBAt

Com 55 inscritos, a equipe de atletismo do Brasil estreia nesta quinta-feira (29/7), a partir das 21:15 de Brasília, nos Jogos Olímpicos de Tóquio. As competições do primeiro dia estão previstas para o Estádio Olímpico do Japão, sem a presença de público, mas com os sonhos de uma geração que teve ver adiado o evento, inicialmente previsto para 2020, por causa da pandemia da COVID-19. O atletismo, um dos principais esportes da programação olímpica, reunirá cerca de 1.900 atletas de 190 países até o dia 8 de agosto.

Os desafios foram inúmeros com o fechamento de fronteiras, de Centros de Treinamento, cancelamento e adiamento de eventos, como os próprios Jogos, e a tristeza provocada pelos milhares de mortos e de contaminados pela doença. Tóquio será sede das provas de pista e campo, e Sapporo, que fica a cerca de 800 km da capital japonesa, receberá as maratonas e as provas de marcha atlética.

atleta, que busca performance, fazer essa reserva de ‘combustível”, explica.

+ Siga o Webrun no Instagram!

Nesta quinta-feira do Brasil (29/7), está prevista a participação de sete dos 55 atletas da delegação em qualificações e eliminatórias (a World Athletics publicará as listas de saída). Mas estão marcadas a qualificação do salto em altura, com Fernando Ferreira e Thiago Moura, a partir das 21:15, as eliminatórias dos 3.000 m com obstáculos, com Altobeli Santos Silva, às 21:30, dos 400 m com barreiras, com Alison dos Santos e Marcio Teles, às 23:25, e fechando a programação as eliminatórias dos 100 m, com Vitoria Rosa e Rosangela Santos, já às 00:15 de sexta-feira (30/7) – todos horários de Brasília.

Apontado como um dos destaques da competição pela WA, Alison dos Santos, líder da prova dos 400 m com barreiras da Liga Diamante, o principal circuito internacional de competições do esporte, compete a partir das 23:25 de Brasília. “Quero muito passar para a semifinal e fazer a final, ser medalhista e obter meu recorde pessoal”, comentou o atleta paulista de 21 anos, que quebrou quatro vezes o recorde sul-americano da especialidade em 2021 e ocupa o terceiro lugar no Ranking Mundial, com 47.34, tempo obtido no dia 4 de julho, na etapa da Liga Diamante de Estocolmo, na Suécia.

A velocista Rosangela Santos, medalha de bronze no revezamento 4×100 m de Pequim-2008, não esconde a sua ansiedade para a estreia olímpica em Tóquio. “Meu objetivo é chegar à final e melhorar minha marca”, disse a atleta nascida em Washington DC, nos Estados Unidos, mas criada desde bebê no Rio de Janeiro. “Torço ainda para uma boa apresentação do 4×100 m feminino”, completou a recordista sul-americana dos 100 m, com 10.91, tempo obtido na final do Mundial de Londres-2017.

A maioria dos atletas convocados passou pelo período de aclimatação na cidade de Saitama, a cerca de 30 km de Tóquio, ação fundamental para adaptação à mudança de fuso horário e ao calor. Todos tiveram condições de treinar e o acompanhamento de saúde (médicos, fisioterapeutas e massoterapeutas), além de ter comida brasileira – todas as medidas proporcionadas pelo programa do Comitê Olímpico do Brasil (COB) em parceria com a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

Todos os integrantes da delegação brasileira estão passando por rigorosos controles, fazendo PCR todos os dias pela manhã, em jejum, e respondendo questionário específico, também diários, sobre saúde, além de seguir os protocolos sanitários com o uso de máscaras e o uso constante de álcool em gel.

A previsão do clima para esta sexta-feira, no horário do Japão, é de calor de 32 graus, com sensação de 35, e pancadas de chuva à tarde, condições típicas do verão asiático.

“Tenho certeza de que o Brasil estará bem representado no Japão porque todos conquistaram as suas vagas em competições oficiais. Vou torcer para que todos possam fazer o seu melhor”, comentou o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos.

“O desafio para a definição da seleção brasileira foi enorme por causa das dificuldades enfrentadas em todo o mundo. Assim como está sendo a logística da preparação final dos atletas para os Jogos. Por isso, a partir do dia 9 de agosto, após o encerramento da Olimpíada de Tóquio, já começaremos a trabalhar para Paris-2024”, disse Claudio Castilho, diretor executivo da CBAt e chefe de missão da equipe.

+ Faça sua inscrição para sua próxima corrida aqui!
+ Participe de um desafio virtual.

Os 55 atletas no Japão

Masculino
Paulo André de Oliveira (Pinheiros-SP) – 100 m – 200 m -4×100 m
Felipe Bardi dos Santos (SESI-SP) – 100 m – 4×100 m
Rodrigo Nascimento (CT Maranhão-MA) – 100 m – 4×100 m
Derick de Souza da Silva (Pinheiros-SP) – 4×100 m
Jorge Henrique da Costa Vides (Pinheiros-SP) – 200 m – 4X100 M
Lucas Conceição Vilar (SESI-SP) – 200 m
Aldemir Gomes da Silva Junior (Pinheiros-SP) – 200 m
Lucas da Silva Carvalho (FECAM-PR) – 400 m
Anderson de Freitas Henriques (AABLU-SC) – 4×400 m misto
Pedro Luiz Burmann (AABLU-SC) – 4×400 m misto
João Henrique Falcão (CT Maranhão-MA) – 4×400 m misto
Thiago do Rosário André (CT Maranhão-MA) – 800 m – 1.500 m
Gabriel Constantino (Pinheiros-SP) – 110 m com barreiras
Eduardo de Deus (CT Maranhão-MA) – 110 m com barreiras
Raphael Henrique Pereira (Clã Delfos-MG) – 110 m com barreiras
Alison dos Santos (Pinheiros-SP) – 400 m com barreiras
Marcio Teles (Orcampi-SP) – 400 m com barreiras
Altobeli Santos da Silva (Pinheiros-SP) – 3.000 m com obstáculos
Thiago Braz da Silva – vara
Augusto Dutra Oliveira (Pinheiros-SP) – vara
Samory Uiki (Sogipa-RS) – distância
Almir Cunha dos Santos (Sogipa-RS) – triplo
Alexsandro Melo (CT Maranhão-MA) – distância e triplo
Mateus Daniel de Sá (Pinheiros-SP) – triplo
Fernando Ferreira (Orcampi-SP) – altura
Thiago Júlio Moura (Associação Unindo Famílias-SP) – altura
Darlan Romani (Pinheiros-SP) – peso
Daniel Ferreira do Nascimento (ABDA-SP) – maratona
Paulo Roberto Paula (São Paulo/Kiatleta-SP) – maratona
Daniel Chaves (Pinheiros-SP) – maratona
Caio Bonfim (CASO-DF) – 20 km marcha
Matheus Gabriel Correa (AABLU-SC) – 20 km marcha
Lucas Gomes Mazzo (CASO-DF) – 20 km marcha
Felipe Vinícius dos Santos (AABLU-SP) – decatlo

Feminino
Vitoria Cristina Rosa (Pinheiros-SP) – 100 m -200 m – 4×100 m
Rosangela Santos (Pinheiros-SP) – 100 m – 4×100 m
Ana Carolina Azevedo (CT Maranhão-MA) – 200 m – 4×100 m
Ana Claudia Lemos (SR Mampituba-SC) – 4×100 m
Bruna Jéssica Farias (CT Maranhão-MA) – 4×100 m
Tiffani Marinho (Orcampi-SP) – 400 m – 4×400 m misto
Tabata Vitorino de Carvalho (AA Maringá-PR) – 4×400 m misto
Geisa Muniz Coutinho (CT Maranhão-MA) – 4×400 m misto
Ketiley Batista (ASPMP-SP) – 100 m com barreiras
Chayenne Pereira da Silva (EMFCA-RJ) – 400 m com barreiras
Tatiane Raquel da Silva (IPEC-PR) – 3.000 m com obstáculos
Simone Ponte Ferraz (Jaraguá do Sul-SC) – 3.000 m com obstáculos
Eliane Martins (Pinheiros-SP) – distância
Nubia Aparecida Soares (Clã Delfos-MG) – triplo
Geisa Arcanjo (Pinheiros-SP) – peso
Andressa Oliveira de Morais (Pinheiros-SP) – disco
Fernanda Borges (AABLU-SC) – disco
Izabela Rodrigues da Silva (IEMA-SP) – disco
Laila Ferrer (Pinheiros-SP) – dardo
Jucilene Sales de Lima (IEMA-SP) – dardo
Erica Rocha de Sena (Pinheiros-SP) – 20 km marcha

Mais informações sobre o atletismo no Japão, como perfis dos atletas e programa horário CLIQUE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts