Redação Webrun

José Belarmino e Fernanda Palma foram os campeões do Ironman 70.3 São Paulo

Uma estreia em grande estilo. Assim pode ser definido o Ironman 70.3 São Paulo, realizado na manhã deste domingo (10), na Cidade Universitária de São Paulo. O evento encerrou uma série de cinco etapas do Circuito Ironman 70.3 no país, reunindo 1.600 mil triatletas de 14 países, que enfrentaram os desafios de 1,9 km de natação, 90,1 km de ciclismo e 21,1 km de corrida. E, pelo visto, a prova chegou para ficar, de vez, no calendário do Circuito.

Em um domingo de temperatura agradável, sem chuva e também sem o sol forte, típico para a época do ano, um clima ideal para a prática do triathlon, os atletas puderam aproveitar para “desfrutar” o percurso e assim ver a cidade de outros ângulos.

+ Confira aqui o seu calendário completo de corridas de rua!

A prova apresentou um alto nível técnico, e os paulistas José Belarmino e Fernanda Palma se destacaram e conquistaram uma saborosa vitória. Belarmino completou a prova com o tempo de 3h53min08s, batendo seu recorde pessoal.

A prova na visão do campeão

José fechou o ano com mais um resultado positivo. Depois de vencer as etapas de Maceió e Rio de Janeiro, e ter sido vice-campeão em Fortaleza, o atleta concluiu a temporada 2019 com uma grande conquista, tornando-se o primeiro campeão do Ironman 70.3 São Paulo. Completaram o pódio no masculino, Daniel Ruman Rodrigues, com 04h02min24s, em segundo, e Rafael Falsarella completou o pódio com 04h02min45s. E o que é melhor, o vencedor ainda pode contar com a torcida ao seu lado, e com dois torcedores mais do que especiais, seus pais, que prestigiaram a disputa.

“O mais difícil para mim foi antes da prova. É muita pressão ser o favorito, tive que trabalhar bastante a questão da ansiedade. A prova aqui foi muito bacana e especial. Competir em casa, nadar aqui na raia da USP é bom demais. E contar com o apoio da torcida, e no meu caso, dois torcedores ilustres, meus pais, que dificilmente conseguem acompanhar minhas provas, foi demais”, comemorou com muita emoção e vibração.

Fábio Falconi/Unlimited Sports

“A disputa em si foi muito técnica. Na natação busquei manter o bom ritmo, não fui o primeiro a sair da água, mas soube administrar, para estar ali, entre os primeiros. No ciclismo, foi tranquilo, liderei a partir de km 45, por cerca de 15 quilômetros, e depois outros concorrentes chegaram, e revezamos na ponta. Mas aí veio a corrida, e quando eu coloquei os pés no chão sabia que tinha muitas chances. Fiquei grande parte do percurso na liderança e abri boa distância para os demais. E ali no final, ver o pessoal me incentivando foi muito bom e tive que focar para não me emocionar”, contou o campeão.

O pódio feminino do Ironman 70.3 São Paulo

Fernanda concluiu o triathlon em 4h24min21s. Paula Ponte Moreira ficou com a segunda posição, com um tempo de 04h31min47s, e Marina Jacob conseguiu o terceiro lugar, com 04h37min35s. Paulistana “de nascença, de moradia, de trabalho e de tudo”, como Fernanda afirmou, a atleta comemorou a realização de uma prova na capital paulista, cidade que mais mandou atletas ao Mundial de Ironman, realizado em Kona, no Havaí. E, contou como foi a estreia da disputa em São Paulo.

Fábio Falconi/Unlimited Sports

“É muito bom ter um evento de grandes distâncias em São Paulo, sem dúvidas merecíamos mesmo uma prova como essa, afinal é a cidade que mais mandou atleta ao Mundial do Havaí. Com certeza uma disputa em alto nível que veio para ficar. Estou muito feliz em ser a primeira vencedora de uma baita prova como essa”, comemorou Fernanda Palma.

“As pessoas acham que prova plana é mais fácil. Porém é aquela coisa rápida, não tem descanso, você está sempre forçando, andando forte. Fiz uma boa natação, mas tive um problema na parte do ciclismo. Ali na ponte Estaiada a bicicleta teve um problema no eixo, e perdi uns três minutos parada, tentando resolver. Então, quando solucionei, fui buscar o tempo perdido. Sem contar que é uma prova gostosa, a temperatura estava boa e pedalar na Marginal Pinheiros, onde passamos de carro a 90km/h, é um prazer, porque podemos olhar a cidade de um jeito diferente. Na corrida, comecei com câimbra, mas aos poucos fui alongando, tomando água, e passou. E aí eu voltei a forçar o ritmo. Estou muito feliz”, declarou a campeã.

Apresentador e Triatleta

O paulista Bruno Vicari, apresentador e comentarista dos canais ESPN, também completou a prova realizada no último domingo. Conhecido por comentar sobre futebol, Bruno finalizou o Ironman em 4h55min23s e comentou o que achou do percurso.

+ Se inscreva para o Circuito Asics de corridas aqui!

“Foi uma super prova aqui em sp, eu sei que o pessoal ficou bastante animado durante toda a prova, foi uma prova bem rápida, acho que por conta do clima também, quem conseguiu planejar bem a prova, fez um bom resultado. Fazia muito tempo que eu não fazia uma prova de 70.3,  uns 7 anos mais ou menos, e eu voltei muito bem, me sentindo muito bem durante a prova. O ponto alto foi pedalar pela marginal, que foi bem legal, mas o circuito dentro da USP de 7K deixou a torcida bem próxima dos corredores e empurrou todo mundo, então eu senti que o pessoal estava bastante animado e certamente no ano que vem será uma prova bem prestigiada” conta.

View this post on Instagram

Que prova, amigos! 😀🏅 A energia de correr em casa, com tantos amigos competindo e na torcida foi incrível! Obrigado a todos que estavam lá gritando, berrando, empurrando! 👏🏻👏🏻 Minha prova foi redonda e o objetivo de fechar sub 5h foi batido: 4h55' (31' 🏊🏻‍♂️, 2h30' 🚴🏻‍♂️, 1h45' 🏃🏻‍♂️), Mágica do @ronaldomartinelli_ . E quero mais em 2020! 👊🏻👊🏻 #im703sp #underarmour #underarmourbrasil #UALAB #triathlon #running #trainning #corrida #corridaderua #ironman #run #swimbikerun #probioticasquad #probiótica #polar #polarbrasil #oakleybr #oakley #ridecannondale #cannondale #voudewoom #woom #gotri #nadapedalacorre #5wayscoaching #5htfu #ridehard #tri #triathlon #aquasphere

A post shared by Bruno Vicari (@brunovicari) on

Comentários

Redação Webrun
Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!