Cristiano Fetter

Treinamento: você conhece a mágica do “tapering”?

Treinamento: você conhece a mágica do “tapering”?

Foto: Adobe Stock

“Tapering” ou “polimento” nada mais é do que a redução das cargas de treinamento, visando uma otimização da performance, nos dias anteriores a uma importante competição.

Segundo estudos realizados por pesquisadores americanos no Oregon, para os maratonistas a aplicação adequada do tapering pode aumentar o desempenho em aproximadamente 3%, o que em termos práticos corresponde em até 5 minutos a menos no tempo final da prova.

+ Faça sua inscrição para a Maratona de Punta Del Leste!

Existem diversas formas de fazer isso e, cada indivíduo funciona de uma forma, uns precisam de um polimento mais longo, outros mais curto. Porém, como base de metodológica, prefiro me basear nos estudos em que a GRANDE maioria se comporta de um determinado modo. Pensando individualmente no atleta quando eu tiver mais conhecimento de outras variáveis, como: sono, trabalho, stress, histórico esportivo etc.

A explicação disso vem da individualidade biológica, um dos pilares do treinamento desportivo. Após, o “pico” de treinamento onde o volume e a intensidade estão acentuados, é natural que o corpo esgote suas reservas de glicogênio e tenha alterações hormonais. Porém, ao entrar no período de “polimento” o atleta consegue recuperar os níveis naturais e, principalmente aumentar sua eficiência fisiológica.

Há algum tempo que sigo a linha do estudo BOSQUET, 2007. Uma meta análise muito bem feita.

Meta análise é o método de estudo com maior nível cientifico. Metanálise é, portanto, a análise estatística de resultados de diferentes estudos individuais, com o objetivo de integrá-los, combinando e resumindo seus resultados.

Nessa meta análise é demonstrado um desempenho ótimo com 2 semanas de polimento, redução de 40-60% volume semanal, porém SEM modificação na INTENSIDADE.

É nessa hora que digo que a “mágica” acontece. 

Contudo, é muito comum o atleta achar que está treinando pouco e que vai perder a performance. Já vi alguns atletas fazendo “treino secreto” sem o treinador pedir por medo. 

Pessoal, estamos em 2019, a ciência do exercício está bem avançada (é só fazer uma busca rápida no PubMed), a otimização da performance já está bem demonstrada, acreditem nos seus treinadores. 

A mágica vai acontecer!

Referência: BOSQUET, Laurent et al. Effects of tapering on performance: a meta-analysis. Medicine & Science in Sports & Exercise, v. 39, n. 8, p. 1358-1365, 2007.

+ Clique aqui e escolha seu próximo desafio na corrida!

Comentários

Cristiano Fetter
Mestre em Ciências do Movimento Humano - UFRGS Sócio Ultra Funcional Place Founder Raiz Trail