• Saúde - Avaliação médica para exercício físico: eu preciso?

Avaliação médica para exercício físico: eu preciso?

Avaliação médica para exercício físico: eu preciso?

Foto: Fotolia

Todo mundo deve fazer algum tipo de avaliação médica antes de começar algum programa de exercícios físicos. Ela serve, basicamente, para ver se a saúde do paciente está em ordem para iniciar os esforços. Porém, esta avaliação depende da intensidade dos exercícios.

Avaliação pré-participação esportiva

Esta avaliação é chamada de avaliação pré-participação esportiva, ou APP. Trata-se de um exame médico sistematizado para detectar doenças do sistema cardiovascular e prevenir a morte súbita relacionada ao exercício. É proposta, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e a Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE), para ser aplicada em indivíduos adultos praticantes regulares de exercício, de moderada a alta intensidade, além de atletas profissionais.

Apesar de rara, a morte súbita relacionada ao exercício pode ocorrer como apresentação inicial de uma doença, como foi o caso emblemático do jogador de futebol Serginho, em 2004. Desta forma, o propósito da APP é identificar alterações estruturais, elétricas e funcionais do coração para que o exercício em alta intensidade seja feito com segurança.

Não sou atleta. Também preciso de avaliação médica?

No entanto, a APP não deve ser encarada como um obstáculo à mudança do estilo de vida, especialmente para aqueles que iniciarão um programa de exercícios de intensidade leve. Nesse sentido, a APP deve conter, obrigatoriamente, uma avaliação médica que investigue sinais e sintomas sugestivos de doenças cardiovasculares, história familiar de eventos cardíacos e que permita a detecção de fatores de risco.

+ Faça sua inscrição para Asics Golden Run Sprint 10k!

Além disso, outros exames são úteis para complementar a APP. Os principais são o eletrocardiograma de repouso (ECG) e o teste ergométrico (TE). O ECG é utilizado principalmente na população adulta menor de 35 anos para identificar alterações estruturais e elétricas do coração. Já o TE é recomendado para homens maiores de 35 anos e mulheres maiores de 45 anos visando principalmente a identificação de doença coronariana, mais prevalente a partir desta faixa etária.

Desenvolvida inicialmente com foco cardiológico, a APP deve ser vista como uma oportunidade para avaliação geral da saúde do indivíduo. Portanto, diante da rotina de exercícios, deve ser feita uma avaliação musculoesquelética completa, assim como a solicitação de exames laboratoriais de rastreio como glicemia de jejum e colesterol, conforme diretrizes específicas. Trata-se ainda de uma oportunidade para conferir o cartão de vacina, a qualidade do sono e recuperação, além da investigação e tratamento de queixas específicas apresentadas durante a consulta.

Como começar?

O Sano Fitness, como sempre, traz conteúdo e instruções para que possamos nos exercitar com saúde. Por isso, sugerimos fortemente que todo mundo passe por uma avaliação médica antes de iniciar a prática de exercícios físicos. Se você tem dúvida sobre a intensidade dos exercícios que quer praticar, leia este artigo, que esclarece este assunto.

Além disso, recomendamos que você seja assistido por um professor de educação física (personal trainer) durante a prática de exercícios. Já falamos aqui sobre a importância deste profissional.

Agora, se você já passou pelo médico, mas não sabe o que treinar nem onde, ajudamos você com esta lista. Faça sua escolha e seja feliz!

Comentários

Tags:, , , ,
Débora Reiss
A Dra. Débora Reiss é Médica do Esporte pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Tem o título de Especialista em Medicina Esportiva pela Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE) e é pós-graduada em Atividade Física para Prevenção, Tratamento de Doenças e Promoção de Saúde do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). A profissional é médica do departamento de esportes competitivos do Clube Paineiras do Morumby, responsável pela equipe de Natação; e também médica coordenadora do Futebol Social do São Paulo Futebol Clube.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade