Avaliação médica

Avaliação médica pré-participação em atividade física-esportiva em academias ou “personal trainer” ou por conta própria?

Assunto é hoje consenso entre os médicos especialistas em Medicina Esportiva, recomenda a todos indivíduos praticantes de exercício físicos ou esportes, uma avaliação cardiológica prévia, sempre incluindo teste ergométrico feito por cardiologista habilitado, procurando possíveis alterações cardíacas no esforço.

Um dos maiores cardiologistas americanos, Dr Barry Maron diretor do NHI (National Health Institute) de Bethesda, mostrou que com menos de 35 anos tem ocorrido uma morte súbita em cada 200 mil esportistas e acima de 35 anos a incidência foi de uma morte para cada 50 mil praticantes. Não se trata de nenhuma epidemia, como relatou, mas o fato de atletas mais velhos estarem participando de competições, elevou os riscos.

Para prevenir essas ocorrências só fazendo a avaliação médica pré-participação.

Uma das dificuldades é falta de interesse da maioria das academias, personal trainers e organizadores de provas populares.

Insistimos no fato de que se for seguido um protocolo mínimo, que inclua pesquisa de antecedentes familiares e pessoais, exame médico, eletrocardiograma em repouso, teste ergométrico e para alguns atletas o ecocardiograma, o benefício será enorme, pois aumentará a segurança da atividade física/esportiva, além de nos igualar a países como Estados Unidos, Espanha, Itália, Alemanha etc. A maior parte dos organizadores de provas populares não exige exames médicos ou dão orientações, apenas exige-se assinar um termo de responsabilidade pelo que vier a acontecer, colocando na mão do esportista/atleta uma responsabilidade que ele não pode ter em relação aos riscos para sua saúde.

Prevenir é o melhor tratamento, o atleta treinado ou o só participante de uma prova popular, poderá usar o questionário PAR-Q (sigla de Physical Activity Readiness Questionnaire, ou Questionário de Prontidão para Atividade Física), de avaliação clínica pré-participação esportiva.

O questionário consta de sete perguntas, às quais se responde com um simples “sim” ou “não”, caso haja algum “sim”, o indivíduo deverá ser encaminhado para uma consulta médica. Ao responder “não” a todas as perguntas, é baixíssima a possibilidade do indivíduo ser portador de alguma condição clínica que ofereça risco durante a atividade esportiva:

“Questionário de Prontidão para Atividade Física (PAR-Q)”( versão revisada em 1992).

1. Algum médico já disse que você possui algum problema de coração e que só deveria realizar atividade física com supervisão por profissionais de saúde?

2. Você sente dores no peito quando pratica exercícios físicos?

3. No último mês, você sentiu dores no peito quando praticava atividade física?

4. Você apresenta desequilíbrio devido a tontura e/ou perda de consciência?

5. Você possui algum problema ósseo ou articular que poderia ser piorado pela atividade física?

6. Você toma atualmente algum medicamento para pressão arterial e/ou problema de coração?

7. Sabe de alguma outra razão pela qual você não deve realizar atividade física?

“PRATIQUE ESPORTE OU FAÇA EXERCÍCIOS FÍSICOS, SUA SAÚDE AGRADECE”

Este texto foi escrito por: Dr. Nabil Ghorayeb

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts