• Lesão - Bolhas nos pés: entenda como se formam e como evitar

Bolhas nos pés: entenda como se formam e como evitar

Bolhas nos pés podem ser um problema que atrapalha muitos corredores nos treinos e nas provas. Alguns chegam a parar a atividade por conta de dores ou pelo incômodo. Até quem não corre pode sofrer com o problema em passeios ou caminhadas, quando se estendem mais do que o planejado.

As bolhas se formam com o acúmulo ou o excesso de líquido em uma determinada região do corpo. A dermatologista Michele Haikal explica: “a bolha ocorre quando há um descolamento intraepidérmico superficial por fricção, com acúmulo de líquido seroso”.

+ Fique atento e não perca a inscrição para a sua próxima prova!

Não estar preparado para a situação ou não saber evitar o problema é comum. Michele fala que exitem dois tipos de bolhas. “Chamamos de vesículas as bolhas com menos de 0,5 cm, e de bolhas quando tem mais de 0,5 cm”, explica.

Bolhas nos pés: entenda como se formam e como evitar - Foto: sek1111/Fotolia

Bolhas nos pés podem se tornar um problema na hora da prova – Foto: sek1111/Fotolia

Bolhas nos pés

Como evitar?

“Pode-se usar placas de silicone locais para ajudar a impedir que se formem. Manter os pés secos também”, indica Michele. Para isso, alguns corredores costumam passar talco nos pés e até mesmo nos tênis, para evitar que fiquem molhados ao longo dos treinos e provas.

A atenção e o cuidado também são válidos na hora de escolher os acessórios e os itens a serem utilizados, principalmente com as meias. Existem materiais que podem reter muito líquido e dificultar a evaporação, aumentando a umidade e causando bolhas.

O poliéster e a poliamida são fibras sintéticas mais leves e finas que o algodão, fazendo com que retenham menos líquido e facilitem a evaporação do suor. Portanto, o mais indicado é procurar por meias e roupas esportivas que tenham a maior composição de poliéster ou de poliamida, ao invés do algodão.

Pessoas que tem problema de hiperidrose (uma condição que provoca o suor em excesso), uma opção é fazer aplicação de injeção de toxina botulínica (botox) no local.00

+ A 2ª Meia Maratona de Jeri está chegando! Não perca!

Como cuidar e tratar?

Estourar as bolhas é o que normalmente é feito, mas não é indicado pelos especialistas. “O ideal é evitar o movimento, o que continua causando atrito no local e aumentar a lesão”, explica a dermatologista.

O procedimento mais adequado é cessar o atrito, repousar e aguardar a cura da lesão. Algumas pomadas ou bandagens com esparadrapos e/ou faixas também podem ajudar no processo de cicatrização.

*Fonte: Dra. Michele Haikal, dermatologista.

Comentários

Tags:, , , , , ,
Leonardo Boscolo
Sou um apaixonado por esportes e aspirante a corredor. Um jornalista que vê na corrida um mundo de objetivos a serem alcançados, realizações pessoais e a oportunidade de se tornar cada dia uma pessoa melhor.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade