Brasil é campeão do atletismo no Pan-americano Júnior com 30 medalhas

Brasil é campeão do atletismo no Pan-americano Júnior com 30 medalhas
Chayenne (2ª) e Tiffani (4ª): ouro no 4×400 m e no 4×400 m misto (Foto: Wagner Carmo)

O atletismo do Brasil fez uma boa competição no Pan-Americano Júnior (sub-23) e se despede de Cáli, na Colômbia, fechando sua participação na noite de sábado (4/12) com 30 medalhas (10 de ouro, 12 de prata e 8 de bronze). Foi campeão do atletismo, seguido por Cuba com 18 (9 de ouro, 6 de prata e 3 de bronze) e por Equador com 13 (9 de ouro, 2 de prata e 2 de bronze).

No quinto e último dia de competição do Pan-Americano, no Estádio Pascual Guerrero, a indígena Mirelle Leite da Silva (AAPD-PE) levou o ouro nos 3.000 m com obstáculos com o tempo de 10:28.69. A peruana Veronica Huacasi ficou com a prata (10:39.70) e a colombiana Stefany Lopez com o bronze (10:47.82).

+ Conheça aqui o seu calendário completo de corridas de rua!

Mirelle é de Pesqueira, Pernambuco, treina com José Hildo Santos e é um exemplo de superação. Descendente da etnia indígena Xukuru tem apenas 20 anos, mas já enfrentou problemas sérios como a expulsão de sua reserva, o assassinato do pai, a responsabilidade sobre nove irmãos por ser a mais velha, o trabalho como diarista e a maternidade aos 15 anos – o filho Lucas Gabriel tem 4 anos. Corria descalça. Mas vem se destacando pelos seus bons resultados no atletismo.

O segundo ouro do Brasil na última noite de disputas veio no revezamento 4×400 m misto – prova que estreou no programa olímpico este ano em Tóquio e na qual o Brasil tem a medalha de prata no último Mundial de Revezamentos da Silésia, na Polônia. Desta vez o ouro veio com João Falcão Cabral, Tiffani Marinho, Chayenne da Silva e Douglas Hernandes Mendes em 3:18.54. A Colômbia foi prata (3:23.79) e a República Dominicana, bronze (3:28.28).

Desse grupo, Chayenne levou ouro nos 400 m com barreiras e nos 4×400 m feminino e Tiffani Marinho bronze nos 400 m e ouro no mesmo revezamento. João Falcão Cabral e Douglas Hernandes Mendes estavam na conquista da prata do 4×400 m masculino deste Pan-americano.

O Brasil ganhou duas medalhas nos 800 m masculino, prata com Leonardo Santos de Jesus (Pinheiros-SP), com 1:50.14, e bronze com Eduardo Ribeiro Moreira (Pinheiros-SP), com 1:50.21, treinados por Clodoaldo Lopes do Carmo. O venezuelano Ryan Lopez Parra ficou com o ouro (1:49.30).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts