Brasileiro busca completar Comrades Marathon pela décima vez

Nato numa de suas primeiras disputas da Comrades (foto: Arquivo Pessoal)
Nato numa de suas primeiras disputas da Comrades (foto: Arquivo Pessoal)

Correr uma ultramaratona não é uma tarefa fácil. Disputar e completar a Comrades Marathon, com percurso de 89 quilômetros pelas montanhas da África do Sul já é um desafio restrito a um seleto grupo de corredores. E o que dizer daqueles que completam dez edições desta tradicional competição?

É o que o brasileiro Nato Amaral tentará fazer no próximo dia 29 de maio na cidade de Durban. “Ao conquistar esse feito, a organização concede ao atleta, como reconhecimento, a perpetuação de seu número de prova e o ingresso no Hall da Fama”, relata Nato. “Dessa forma o atleta alcança a condição de Green Number, seleto grupo que passará a partir de então ostentar o seu número na cor verde diferenciando-se dos demais”, completa o ultramaratonista que foi nomeado Embaixador da prova no Brasil.

A ultramaratona aconteceu pela primeira vez em 1911 e esse ano deve reunir cerca de 19 mil corredores. O sul-africano Bruce Fordyce é o maior vencedor entre os homens, com nove títulos, enquanto no feminino a russa Elena Nurgalieva ostenta o pentacampeontato.

Confira algumas dicas sobre a prova, num relato escrito por Bruce Fordyce com exclusividade para o Webrun.

Saiba mais sobre a história da Comrades.

Este texto foi escrito por: Redação Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts