Brasileiro Sub-20 começa nesta sexta-feira e exibe promessas do atletismo

Brasileiro Sub-20 começa nesta sexta-feira e exibe promessas do atletismo
Leticia Lima estará no Campeonato Brasileiro Sub20 de Atletismo / (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

A 11ª edição do Campeonato Brasileiro Caixa Sub20 marca, a partir desta sexta-feira (6/11), no Estádio do Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP), a retomada das competições nacionais da modalidade. O evento, que reunirá 503 atletas de 18 Estados e do Distrito Federal, exibirá o futuro do atletismo brasileiro, com protocolos de segurança por causa da pandemia da COVID-19.

Devido às restrições em vigor, o campeonato terá medidas preventivas sanitárias, como a ausência de público, não credenciamento para a imprensa, o uso de máscaras, a aferição da temperatura corporal na entrada da instalação esportiva, entre muitas outras, que foram passadas para todas as equipes participantes. O Brasileiro Caixa Sub20 será mostrado ao vivo pelo Facebook da CBAt.

O Brasileiro Caixa Sub20 será aberto com os 100 m do decatlo, às 8 horas desta sexta-feira, e termina com a final por tempo dos 5.000 m masculino às 16:40 de domingo.

A competição terá entre as atrações os atletas que estavam qualificados para o Campeonato Mundial Sub20 de Nairóbi, no Quênia, em julho, que acabou adiado por causa da pandemia da COVID-19. O evento foi remarcado para a mesma sede para o período de 17 a 22 de agosto de 2021, uma semana após o término dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

+ Siga o Webrun no Instagram!

Os que estavam qualificados são Jéssica Vitória Moreira (Águias Guariba-SP), nos 400 m com barreiras, Lucas Conceição Vilar (SESI-SP), nos 100 m e 200 m, Eduardo Ribeiro Moreira (Pinheiros-SP), nos 800 m, Caio de Almeida Teixeira (Centro Olímpico-SP), nos 400 m com barreiras, Lissandra Campos (Instituto Vicente Lenilson-MT), no salto em distância, e Nerisnélia de Santos Souza (ASA Sorriso-MT), no salto triplo.

Muitos outros atletas, como Elton Junio Petronilho (Pinheiros-SP) no salto em altura, e Letícia Lima (Associação Cearense JBS), nos 100 m e 200 m, poderiam ter alcançado os índices exigidos para o Mundial, mas não tiveram oportunidade, com o cancelamento e o adiamento de várias competições a partir de março por causa da pandemia.

Uma das atrações será o paulista Lucas Conceição Vilar, promessa do atletismo. Medalha de bronze nos 200 m nos Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires-2018, ele espera melhorar seus recordes pessoais nos 100 m e 200 m. “Vou buscar os meus melhores resultados, visando os índices olímpicos de Tóquio nas duas provas”, disse, referindo-se aos 10.05 dos 100 m e aos 20.24 dos 200 m. “Seguimos trabalhando e focados nos objetivos”, completou o velocista, que tem como recordes pessoais 10.52 (1.6) e 20.70 (-0.8). No Paulista, venceu os 200 m e experimentou e ganhou os 400 m.

Eduardo Ribeiro Moreira, o Dudu, também está animado. Qualificado para a prova dos 800 m no Mundial, bateu seu recorde pessoal neste ano ao correr a distância em 1:48.60, numa competição da Federação Paulista de Atletismo, no dia 10 de outubro, em Campinas (SP). “Meu objetivo agora é completar a prova em menos de 1:48.00 e ser campeão brasileiro”, disse o corredor mineiro de 19 anos, que disputará também os 1.500 m.

Já Caio de Almeida Alves Teixeira, por sua vez, que foi vice-campeão nos 400 m no Campeonato Paulista, no dia 31 de outubro, em Bragança Paulista, com 48.96, está ansioso pelo Brasileiro. “O Paulista foi uma preparação para o Brasileiro, onde corro a minha prova, os 400 m com barreiras, e a meta é a vitória. O objetivo é fazer uma boa marca. Em Bragança, senti um incômodo no joelho e decidimos correr só os 400 m, me preservando para o Brasileiro. Quero muito conseguir um lugar no pódio também no Troféu Brasil”, comentou o campeão brasileiro e sul-americano sub20 de 2019. Seu recorde pessoal é de 50.31 nas barreiras, em que estava qualificado para o Mundial.

+ Encontre seu próximo desafio aqui!

A mato-grossense Nerisnélia dos Santos Souza, uma das maiores revelações do salto triplo, participa do Brasileiro longe de sua melhor forma. A atleta teve uma lesão no joelho direito há três meses e só há duas semanas voltou aos treinamentos. “Vou competir, mas sem muita expectativa, infelizmente. Vai ser do jeito que der.”

No ano passado, o evento foi realizado no final de maio, também no CNDA, em Bragança Paulista. O Sesi-SP foi o campeão geral, com 172,5 pontos, seguido de Orcampi (98), Centro Olímpico (90), EMFCA (78) e ASPMP (68).

“Este ano, continuamos com uma equipe masculina forte, mas não temos tanta força no feminino. Nossa geração anterior era do ano 2000. De qualquer forma, o objetivo é que todos os atletas tentem quebrar seus recordes pessoais e somar pontos importantes. Vamos lutar por uma boa colocação, até mesmo pelo título”, comentou Darci Ferreira, do SESI-SP.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no link: http://cbat.org.br/novo/competicoes/brasileiro_sub20/2020/

Leia também:

 Dicas para escolher o tênis ideal para a sua corrida 
– Fortaleça a lombar e melhore a sua performance
– Alimentação pré e pós treino: o que consumir?

– Conheça os principais benefícios da caminhada para a saúde
– Exercícios para manter o core fortalecido
– 6 dicas para começar adotar hábitos saudáveis 
– Má postura no exercício ou no dia a dia? Dor no ombro ao correr? Confira as dicas do ortopedista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts