Cadeirantes nas Dez Milhas Garoto

Dez Milhas: a melhor organização brasileira para os Cadeirantes (foto: Harry Thomas Jr  Arquivo WebRun)
Dez Milhas: a melhor organização brasileira para os Cadeirantes (foto: Harry Thomas Jr Arquivo WebRun)

O brasiliense Wendel Silva Soares (CETEFE) teve uma atuação irretocável e foi o vencedor das 13ª edição da Dez Milhas Garoto, disputada no último domingo (01). Já nos primeiros metros mostrava a clara intenção em vencer a prova. Foi seguido de perto pelo gaúcho Carlos Roberto Oliveira (RBS/Dado Bier) até a entrada da terceira ponte – parte do percurso onde há uma subida com 1.800 metros de extensão – sendo esta a parte mais difícil do trajeto, tanto para “andantes” como para cadeirantes.

Mas, o vencedor Wendel estava muito bem preparado para a prova e demonstra que é uma das maiores promessas na categoria para a paraolimpíada de 2004. Atleta jovem de 24 anos, completados no último dia 24 de agosto, portanto uma das afirmações do esporte no
Brasil.
Wendel subiu “fácil” a terceira ponte e nem sequer foi ameaçado depois da subida, fechando o percurso em ’42:28 a dist6ancia de 16.097 metros, ou dez milhas.

Ariosvaldo Fernandes, companheiro de equipe do vencedor foi o segundo colocado, seguido do vencedor da última Maratona Internacional de São Paulo, por outro jovem: Fernando Aranha Rocha (ADD) o terceiro colocado.

Organização Como sempre a organização foi fantástica, mas o ponto
alto foi a infra-estrutura oferecida pela ACPD – Associação Capixaba de Pessoas com Deficiência, na pessoa do Professor Zeca e Marcos, que proporcionaram muito conforto no deslocamento dos atletas, desde a chegada a Vitória até o seu retorno a
suas cidades de origem.

“O povo capixaba tem um carisma singular e faz com que você sempre pense em voltar. A maneira como somos tratados por todos na cidade é algo de indescritível. A prova faz parte do calendário oficial da cidade e envolve toda a sociedade local. Além da categoria cadeirantes, agora a Garoto aposta na “garotada”, incentivando também o “pessoal miúdo” para que haja uma renovação natural no atletismo daquela cidade. Os atletas capixabas e os
funcionários da Chocolates Garoto também são muito incentivados pela organização e pelo povo em geral que enche as ruas para ver a passagem dos corredores. Nem vamos falar na beleza natural da cidade que é algo indescritível”, disse, o atleta cadeirante Carlos Roberto Oliveira, quarto colocado na prova e consultor para a modalidade cadeirantes do portal WebRun.

Resultados:

Masculino:

1) Wendel Silva Soares – CETEFE – Brasília
2) Ariosvaldo Fernandes – CETEFE – Brasília
3) Fernando Aranha Rocha – ADD – São Paulo
4) Carlos Roberto Oliveira RBS/Dado Bier – Porto Alegre
5) Ronilson Bispo – Águias da Cadeira de Rodas-São Paulo

Feminino
1) Rosália Ramos da Silva – Rio de Janeiro
2) Lia Mara Pereira – ANDEF – Rio de Janeiro
3) Maria Aparecida de Souza – CETEFE – Brasília

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts