Caio Bonfim completa 20 km marcha em 13º lugar pelos Jogos de Tóquio

Caio Bonfim completa 20 km marcha em 13º lugar pelos Jogos de Tóquio
Caio Bonfim após prova no Mundial de Doha.

O brasiliense Caio Bonfim foi o brasileiro mais bem colocado na prova dos 20 km marcha atlética nos Jogos Olímpicos de Tóquio, disputado em circuito na cidade de Sapporo, que fica a mais de 800 km de distância da capital japonesa. Caio completou a prova na madrugada desta quinta-feira (5/8), no horário de Brasília, em 13º lugar, com o tempo de 1:23:21. A estratégia dos organizadores de fugir do calor de Tóquio não deu certo. Os 57 atletas inscritos enfrentaram temperaturas em torno de 35 graus em Sapporo.

“Foi uma competição muito dura, de nível altíssimo. Me preparei muito bem, queria passar a linha de chegada com a sensação de ter feito o melhor e consegui. Cheguei na frente de medalhistas olímpicos e de campeões mundiais”, lembrou Caio, de 30 anos, que não tomou nenhuma advertência da arbitragem. “Dei tudo que tinha, mas não consegui me manter no pelotão da frente.”

+ Siga o Webrun no Instagram!

O marchador disse que a expectativa era obter uma classificação melhor do que no Rio-2016, quando completou a prova em quarto lugar. “Não faltaram empenho e dedicação. Teve momentos em que me senti tonto pelo esforço”, comentou Caio Bonfim, que foi 39º colocado em sua estreia nos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

O atleta agradeceu o apoio que recebeu do Comitê Olímpico do Brasil e da Confederação Brasileira de Atletismo para participar da prova. “Foi uma Olimpíada diferente com protocolos rigorosos por causa da pandemia. Tínhamos apenas duas horas de treinos diários e a rotina foi quarto-restaurante-treino-quarto, em regime de confinamento”, lembrou. “Tivemos toda a estrutura necessária para competir. Até colete de gelo usamos para amenizar o calor”, prosseguiu Caio, que será pai novamente em setembro. “Minha esposa (Juliana) está grávida. Vai chegar o Theo. Já tenho o Miguel de 2 anos. Quem não queria levar uma medalha olímpica para casa?, perguntou.

O catarinense Matheus Gabriel Correa, que teve de passar dois minutos no pit lane por tomar três advertências, terminou em 46º lugar, com 1:31:47, enquanto o paraense Lucas Mazzo não concluiu a prova. “Não abandonava uma competição desde 2015. É muito frustrante não ver toda a dedicação nos treinos ser recompensada. Queria uma participação melhor não só pra mim, mas pela minha família e amigos, que acordaram às 4:30 da madrugada para torcer, fizeram camiseta em minha homenagem. Não sei explicar o que aconteceu”, disse o marchador de 27 anos, que competiu com uma prótese no olho direito, com uma bandeira do Brasil.

+ Faça sua inscrição para sua próxima corrida aqui!
+ Participe de um desafio virtual.

O pódio em Sapporo, que receberá na madrugada desta sexta-feira (6/8) a prova feminina dos 20 km, foi formado pelo italiano Massimo Stano (1:21:05) e pelos japoneses Koki Ikeda (1:21:14) e Toshikazu Yamanish (1:21:28).

A pernambucana Érica Sena será a representante brasileira na prova desta sexta-feira, que tem largada prevista para as 4:30.

Mais informações sobre o atletismo no Japão CLIQUE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts