Campeão da Maratona de São Paulo também participa da São Silvestre

Telles e Vanderlei Cordeiro  que também estará na São Silvestre (foto: Donata Lustosa/ Webrun)
Telles e Vanderlei Cordeiro que também estará na São Silvestre (foto: Donata Lustosa/ Webrun)

Faltam menos de 10 dias para a Corrida Internacional de São Silvestre e os atletas profissionais já estão na fase final dos treinos. A elite masculina contará mais uma vez com a presença do maratonista José Telles. Ele participa da prova desde 1993, mas esse ano carrega um título inédito nas costas, o primeiro lugar da Maratona de São Paulo 2005.

Aos 33 anos, Telles é pai de três filhos e sustenta a família com a corrida. Mas nem sempre foi assim. Só em 1998 o maratonista deixou o seu emprego de operador de empilhadeira e passou a se dedicar integralmente ao esporte. Até então ele conciliava as duas coisas, emprego e esporte.

Natural de Rio Grande do Piauí, 300km de Teresina (PI), ele começou a correr por influência do irmão mais velho. “A minha primeira prova foi organizada pelo meu irmão. Nunca tinha corrido e fiquei na terceira posição. Isso me animou e a partir de então eu resolvi treinar”, revela Telles.

Na sua primeira São Silvestre, em 1993, ele ficou na 50ª posição. “Na minha primeira São Silvestre eu já sabia que era uma prova difícil. Por isso larguei com cautela e me poupei bastante. Deu tudo certo porque eu terminei a prova bem”, relembra o atleta.

Esse ano Telles pretende brigar para ficar entre as 10 primeiras posições da São Silvestre. A sua experiência na prova é uma aliada para ele alcançar o seu objetivo.

“O ponto mais difícil da prova sem dúvida nenhuma é a subida da Brigadeiro. Mas o atleta tem que ter muito cuidado na descida da Consolação, porque tem gente que acaba exagerando na descida e no final fica sem gás para subir a Brigadeiro”, revela.

O seu melhor resultado da corrida paulista foi em 1998 quando ficou com o sétimo lugar no tempo de 45min50s. “Uma das dicas mais importantes para a São Silvestre é poupar no começo para conseguir cruzar a linha de chegada”, conta o atual campeão da Maratona de São Paulo.

Agora Telles está na fase final do treinamento e segundo o atleta, ele não fez nada de muito especial durante os treinos. “A minha preparação foi normal. É claro que a gente sempre faz morro nos treinos e isso ajuda na São Silvestre, mas não teve nada de diferente”.

Os quenianos representam para Telles seus maiores rivais. Mas para ele o brasileiro Marílson Gomes será o mais cotado para vencer. A Corrida Internacional de São Silvestre acontece no último dia do ano, em São Paulo, e deve reunir cerca de 15 mil atletas.

Este texto foi escrito por: Donata Lustosa

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts