Treine como um profissional: conheça os camps de triathlon

Presentes há tempos fora do país, os camps de triathlon começaram a ter suas primeiras edições no Brasil apenas nos últimos anos. O camp consiste, basicamente, em alguns dias intensivos de treinos em locais preparados e estruturados para receber triatletas e atender todas as suas necessidades.

18527505_1432915816768161_564996602133590106_o

Geralmente eles acontecem em feriados prolongados, com uma programação que varia bastante, sendo os treinos o foco principal. Para aproveitar a imersão, os organizadores acabam inserindo palestras e participações de atletas profissionais para debate. Uma verdadeira troca de experiências.

O empresário e triatleta profissional Alexandre Gomes, o Balman, organiza camps e destaca a troca de informações como um dos acontecimentos mais importante. “Isso se dá pelo fato de reunir pessoas dos mais variados níveis de performance e tipos de treinamento”.

A integração é inevitável e no fim dos camps os atletas ficam amigos, sempre trocando dicas e um incentivando o outro. É o caso da administradora e triatleta Luca Glaser, que já participou de diversos camps. “Conheci métodos e estímulos diferentes de treinamento, além de histórias relacionados ao esporte e a viagem, esses são para mim os pontos principais”.

“No Brasil a gente vê muito ego entre as assessorias, quando uma faz um training camp é difícil a galera de outra participar, mas estamos melhorando e quando as pessoas se unirem o triathlon só tem a crescer”, diz Luca.

Como funciona?

Basicamente os organizadores oferecem toda a estrutura, desde translado até onde será realizado o evento e para os treinos, alimentação, massagem, bate papos, palestras, mini cursos entre outros detalhes.

“Um training camp é basicamente brincar de atleta profissional. Você só pensa nos treinos, comer e dormir, então é possível fazer tudo com mais qualidade e tesão. O evento que mais me marcou foi o realizado com o Santiago Ascenço. Três dias duros que deram início para meu ciclo de treinos do Iron. O sair da zona de conforto e colocar o corpo para diferentes estímulos vale a pena”, conta a triatleta.

Dependendo do camp é necessário observar o nível de experiência do triatleta, já que alguns são feitos para os focados em provas de longa distância, mas a maioria atende todos os níveis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Christina Volpe

Christina Volpe

Comecei como corredora, depois me tornei jornalista e repórter do Webrun. Hoje sou editora e convivo diariamente com o esporte há 3 anos. Meu coração bate mais forte toda vez que um atleta conquista seu objetivo, uma corrida acontece e assisto uma competição emocionante. Sempre estou aprendendo e dando meu melhor.

Ver todos os posts