CBAt começa a temporada com 99 testes antidoping

Vários atletas foram testados na Oral-B da Corpore (foto: Ana Fernandes/ www.webrun.com.br)
Vários atletas foram testados na Oral-B da Corpore (foto: Ana Fernandes/ www.webrun.com.br)

Com o intuito de apertar o cerco contra o doping, a CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) iniciou a temporada com 99 testes em atletas, fora de competição e também nos eventos. Os controles ficaram a cargo da Agência Nacional Antidoping (Anad), seguindo os procedimentos aprovados durante o no IV Fórum “Atletismo do Brasil”, realizado em dezembro do ano passado em São Paulo.

“Em 2010 faremos controles em competição, mas vamos priorizar os testes-surpresa”, explica Martinho Santos, membro da Agência e superintendente técnico da CBAt. “Estes 99 controles foram feitos em corridas de rua, em que normalmente os organizadores não fazem testes em eventos de campo e pista, sem aviso prévio e em locais de treinamento de atletas”, completa.

“A CBAt, que fez 524 testes em 2009, é a entidade-dirigente que maior número de controles realiza no País, atrás apenas do futebol”, lembra o presidente da Confederação e membro do Conselho da Iaaf, Roberto Gesta de Melo.

Na primeira prova do ano da Corpore, a Corrida Oral-B de Prevenção ao Câncer Bucal realizada no último domingo (31), os primeiros colocados entre os homens e as mulheres foram testados. A Agência designou nos últimos sete dias três Oficiais de Controle e 12 assistentes, o que gera um alto custo, segundo Gesta de Melo. “O custo é considerável, mas a comunidade atlética entende que o combate ao uso de substâncias ilegais é fundamental no esporte”.

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts