Ceder aos desejos da TPM pode atrapalhar o rendimento do seu treino

Chocolate em excesso aumenta a produção de endorfina  mas atrapalha os treinos (foto: Neza Èerin /stock.xchng)
Chocolate em excesso aumenta a produção de endorfina mas atrapalha os treinos (foto: Neza Èerin /stock.xchng)

No meio de treinos diários puxados, rotina de trabalho e ansiedade, o período menstrual se aproxima e manda um alerta: aquela vontade quase incontrolável de fugir da dieta e se empanturrar com chocolate e alimentos gordurosos. Apesar de liberar substâncias que produzem sensações de prazer, como a endorfina e serotonina, a sobremesa em excesso pode virar um vilão dos treinos.

Segundo a nutricionista Viviane Sakzenian, se render ao desejo de consumir doces pode trazer sérias consequências. “As perdas com as ‘escapadinhas’ da dieta são principalmente no desempenho esportivo, além da recuperação pós-prova. Seguir um plano alimentar garante uma prova realizada com sucesso e um pós-prova sem dores, lesões ou queda de resistência”, conta.

Porém, seguir uma dieta balanceada não significa abrir mão de todos os docinhos. Se durante o período de tensão pré-menstrual (TPM) a mulher comer até 40 gramas de chocolate (o equivalente a dois bombons) em um dia, o treino não será afetado. “Como os atletas normalmente têm um gasto energético diário, a demanda por carboidratos é maior e a ingestão de um docinho não é um pecado tão grande”, diz Sakzenian.

Alternativas– Para as mulheres que se esforçam em manter uma boa rotina nutricional, mas perdem o controle quando a TPM aparece, existem alguns outros alimentos ricos em açúcar que podem substituir os doces mais pedidos. Comer frutas em compota ou secas, picolé de frutas e sobremesas geladas à base de iogurte pode ser um alívio para a irritação e o estresse causado pela oscilação hormonal.

Fora do período, as mulheres também podem dar uma “escorregada” e consumir alguns doces com moderação, como uma fatia de pudim ou bolo, ou 25 gramas de chocolate meio-amargo. Chocolates com maior porcentagem de cacau também liberam as substâncias que proporcionam prazer e não têm muita gordura.

Este texto foi escrito por: Rafaela Castilho

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts