Chega de quebrar nas provas! Veja o que você deve ou não fazer

Um dos maiores medos dos corredores tanto amadores, quanto profissionais é não conseguir completar determinada prova em seu melhor desempenho, ou simplesmente não terminá-la. Na linguagem corriqueira isso se chama ‘quebrar’, algo que deve ser bem observado.

O personal trainer Alex Souza, da academia Fit360 comenta alguns pontos que devem ser levados em consideração.

Confira!

1. Conheça a si próprio

“É o ponto de partida essencial para melhores resultados, isto é, entender seu nível de condicionamento, saber qual é o seu próprio ritmo de corrida e como administrá-lo durante a prova”.

2. Planeje

“Ter um planejamento adequado e coerente com o objetivo traçado é outro ponto chave para chegar a sua melhor performance no respectivo dia”.

3. Descanse

“Estar descansado e ter boas noites de sono para o grande dia é um dos elos centrais para quem quer realmente chegar ao final da corrida. Evite excessos nas semanas que antecedem o evento, quanto mais perto da corrida maior o cuidado com este elo”.

4. Observe seus limites

“Entenda que existem limites e estes precisam ser respeitados. Uma vez que cada pessoa tem um grau específico de tolerância ao exercício e seus desdobramentos desgaste físico, fadiga localizada, tempo de recuperação, níveis de lactato e controle de mecanismos emocionais”.

5. Hidrate

“Estar muito bem hidratado é a espinha dorsal do processo de um bom corredor, pois o corpo possui até 75% de água em sua composição e é justamente ela que preservará todo o sistema muscular”.

6. Não crie falsas expectativas

“Coloque uma expectativa realista de resultados controlando a ansiedade e estresse que irão surgir para encurtar o caminho dos treinos cansativos, árduos e algumas vezes, até a exaustão”.

Estar preparado para o momento da quebra também é essencial, afinal isso pode acontecer com todo mundo. “Quando esse momento chegar você deve pensar o quanto de empenho você dedicou a aquele momento. Vale lembrar que você sabe exatamente onde quer chegar e não é qualquer obstáculo que vai te parar”, diz Alex.

Foto: RennetSow/Flickr Foto: RennetSow/Flickr

Principais erros dos corredores

O overtraining, treino excessivo, não prioriza a fase de recuperação e pode prejudicar significativamente a performance do corredor. “Isso pode causar dores, desconfortos articulares, queda de performance, irritabilidade e desequilíbrio de sistemas corporais”, explica o personal.

Para Alex é importante ficar atento também ao desequilíbrio emocional. “Esse é um fator que tem atrapalhados grandes atletas que muitas vezes possuem um físico perfeito, mas o emocional fragilizado gerando condições negativas”, explica. Ter o pensamento de vencer a todo custo também não é recomendável. “Assim o atleta pode esquecer de todo o processo de preparação, aprofundamento, aperfeiçoamento e polimento dos treinos”.

“Todo o processo seja ele de um atleta, corredor, e até mesmo CEOs de grandes empresas, passa por etapas muito bem planejadas, elaboras e medidas para atingir um determinado fim, leia-se resultado. Estas etapas serão a base para todo o caminho a ser seguido e modificado, caso necessário, para continuar a progredir”, explica.

Christina Volpe

Christina Volpe

Comecei como corredora, depois me tornei jornalista e repórter do Webrun. Hoje sou editora e convivo diariamente com o esporte há 3 anos. Meu coração bate mais forte toda vez que um atleta conquista seu objetivo, uma corrida acontece e assisto uma competição emocionante. Sempre estou aprendendo e dando meu melhor.

Ver todos os posts