Especialista orienta como iniciar no ciclismo de forma segura e saudável

O ciclismo é um esporte que vem crescendo nos últimos anos e, devido à pandemia, observou-se um aumento significativo da sua prática em diversas cidades do país.

Isso deve-se ao fato de que além do ciclismo ser uma atividade extremamente prazerosa e feita ao ar livre, ele alia a possibilidade de ir a lugares diferentes e mais afastados, de ser praticado em família e em ambientes naturais. Por estes motivos ele acaba sendo muito positivo para a saúde física e mental de quem o pratica.

Além disso, ele tem servido também como opção de meio de transporte, sendo uma alternativa para evitar aglomerações, como indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Camila, 39 anos, publicitária carioca, não demorou nada em decidir dar um “up” nas bikes da família para  começarem a praticar o ciclismo diariamente como forma de atividade física e para o alívio do estresse causado pela pandemia  –“A gente sai todos os dias às 8h e hoje, depois de 1 mês praticando diariamente, temos visto os resultados, que são muito positivos em todos os sentidos”.

Apesar de contribuir para o isolamento, o ciclismo não elimina a necessidade do uso de máscara, principalmente se for praticada em grupos.

+ Escolha uma prova e monte seu calendário de corrida de 2021!

Ciclismo com segurança! Especialistas orientam como iniciar na modalidade
Foto: Reprodução

Para quem está adotando a prática de ciclismo agora, assim como a Camila e sua família,  o Dr. Samuel Lopes, ortopedista, especialista em trauma do esporte e praticante do ciclismo, faz alguns alertas:

– Ao começar uma atividade física, é preciso evoluir gradativamente e no seu ritmo, ao invés de tentar acompanhar o ritmo de outras pessoas mais experientes e regulares no ciclismo. O aumento da intensidade de suas atividades deve ser gradual para evitar que seja gerada uma sobrecarga no seu corpo e para que a prática não deixe de ser prazerosa. Por isso, se tiver algum profissional que possa orientá-lo nos primeiros passos, é sempre melhor.

–  Além das máscaras para proteção do coronavírus, outros equipamentos de proteção sempre devem ser utilizados, como o capacete, luvas e roupas próprias para o ciclismo. Eles contribuem para diminuir riscos e também proporcionam mais conforto ao pedalar.”

– E para não causar danos ao corpo, atentar-se à postura correta ao pedalar, bem como os ajustes da bicicleta de acordo com seu usuário. Uma boa iniciativa para realizar esses ajustes é a realização de uma avaliação chamada bike fit, que ajusta a bicicleta ao tipo físico do ciclista.

– Por fim, outro ponto de destaque é a prevenção de dores e lesões por sobrecarga. É bem provável que pessoas que já praticam o ciclismo há bastante tempo, já tenham vivido algum momento de dor ou desconforto após pedalar.

– Leia também: Personal lista benefícios em pedalar para a saúde

As regiões mais frequentemente implicadas, são a coluna e os joelhos, sendo alguns fatores os mais associados às dores: a má postura na bicicleta, fraquezas musculares ou mesmo excesso de treinamento. Para prevenir essas dores, corrigir a postura é fundamental, além de realizar um treinamento orientado dos grupos musculares que são fundamentais para o pedal, contando com um profissional que te oriente nos seus treinos e possa te ajudar a pedalar melhor”, completa o Dr. Samuel Lopes.

+ Participe de uma prova virtual, escolha a sua!

Ciclismo com segurança! Especialistas orientam como iniciar na modalidade
Foto: Reprodução

Se você ainda não experimentou, fique sabendo que por ser tão completo quanto a caminhada, o ciclismo é muito indicado para combater o sedentarismo e possui inúmeros benefícios, dentre eles: fortalecer a musculatura; auxiliar na saúde do coração; reduzir os estresse; melhorar a respiração e ajudar no equilíbrio.

Vale lembrar também que a OMS recomenda que toda pessoa pratique 150 minutos de atividade de intensidade leve a moderada por semana para ter benefícios para a saúde em geral.

E para os locais onde não há ciclovias, o Dr. Samuel Lopes deixa algumas dicas para que pedale da forma mais segura:

– Respeitar as leis de trânsito, andando na mão de circulação;
– Atentar-se à distância entre carros;
– Cuidado com as portas ao passar ao lado de carros parados;
– Cuidado redobrado em cruzamentos;
– Sinalize com as mãos a sua direção ao fazer mudanças de direção;
– Usar luzes na bicicleta, especialmente para andar à noite; utilizar luz branca na frente e vermelha atrás, de preferência luzes piscantes;
– Respeite as calçadas e deixe-as para os pedestres;
– Pratique a direção defensiva sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts