Ciclismo na Volta de Santa Catarina

Dobradinha do vale paraibano na chegada: Breno Sidotti  o vencedor e Valcemar Justino  o 2o. (Pedal Bike Shop/S. José dos Campos/SP) (foto: Eduardo Santos/ESIMAGES)
Dobradinha do vale paraibano na chegada: Breno Sidotti o vencedor e Valcemar Justino o 2o. (Pedal Bike Shop/S. José dos Campos/SP) (foto: Eduardo Santos/ESIMAGES)

Os ciclistas da equipe Pedal Bike Shop/ São José dos Campos fizeram dobradinha nesta terça-feira (dia 02) na 4a etapa da 17a Volta Ciclística Internacional de Santa Catarina, entre os municípios de Alfredo Wagner e Rio do Sul. Numa chegada emocionante, com um sprint final, Breno Sidoti, ciclista da nova geração e estreante na disputa, foi o vencedor, trazendo junto Valcemar Justino. Esta foi a 2a vitória seguida da equipe do Vale do Paraíba, em São Paulo. Na segunda-feira, o experiente Valcemar foi o melhor.

Apesar da dupla vitória dos ciclistas da Pedal Bike, a liderança geral continua com Antonio Nascimento, da equipe Memorial-Santos, que nesta terça-feira também assumiu a ponta no prêmio de montanha. Tonho, como é conhecido, vem mostrando ser um ciclista completo e na chegada em Rio do Sul por pouco não subiu ao pódio, ficando a menos de meia roda do 3o colocado, Roberson Figueiredo, o Robinho, da Dataro.

“A chegada foi muito tumultuada e no finalzinho me perdi um pouco”, justificou o ciclista, que vem mostrando força nas subidas e velocidade nos sprints finais. Sobre a nova liderança na disputa de montanhas (foi campeão ano passado), ele ressaltou a preparação feita para a Volta, a principal disputa de longa duração do Brasil, que terá 771 quilômetros, terminando domingo, dia 7, em Joinville.

“Tudo é consequência de um trabalho bem feito, de um planejamento. É um conjunto”, explicou o atleta, que após quatro disputas e 342,6 quilômetros percorridos, soma 8 horas 24 minutos e 17 segundos, com uma vantagem de 12 segundos sobre Maurício Morandi, da Vince/ Blumenau.

A prova desta terça-feira teve 82,4 quilômetros, completados em 1 hora 52 minutos e 33 segundos. No prêmio de montanha, no km 26,3, Daizon Mendes (Dataro) foi o melhor e Tonho chegou em 2o lugar, assumindo a ponta no ranking. Logo depois, uma “fuga”, durante mais de um terço do percurso, contou com quatro dos cinco líderes, Antonio Nascimento, Maurício Morandi, José Aparecido dos Santos (Caloi/ Extra/ Suzano) e Alex Arseno (Dataro) e o melhor estrangeiro na classificação, o austríaco Joachim Vollmann, da Denzel/ Juvina.

Eles chegaram a abrir 35 segundos do pelotão. Mas faltando pouco mais de 20 quilômetros para o final, a equipe Memorial-Santos, do catarinense Márcio May, atual tricampeão do Torneio, se “armou” para neutralizar a escapada. “A fuga era exatamente para tentarmos anular o May. Ele é muito forte e se ficasse para trás, seria melhor”, disse Morandi. Com o trabalho forte da Memorial, todos os ciclistas chegaram num grupo compacto e a Pedal Bike Shop soube fazer um bom trabalho de equipe.

Pedalou armada, ou seja, levando o seu sprintista, nos últimos 10 quilômetros. Aos 20 anos de idade, o vencedor é uma das promessas da modalidade e foi um dos representantes brasileiros nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, nas provas de pista. “Estou começando a evoluir e vou começar a bater guidão com as feras”, disse Breno, que em 2000 foi campeão pan-americano júnior de meio fundo e no início da temporada garantiu o excelente 4o lugar na Copa América.

Para Valcemar, a vitória do novato valeu a alegria. “Ficou tudo em casa. Esse resultado foi bom para provar a muita gente que o garoto mereceu a vaga no Pan, que está numa grande fase”, afirmou. A Volta segue nesta quarta-feira com a etapa mais longa. Serão 164,6 quilômetros entre Rio do Sul e Balneário Camboriu, voltando ao litoral. As expectativas ficam para a etapa de sexta-feira, uma prova de contra-relógio individual, com 26 quilômetros, onde o título pode ser definido. Márcio May é apontado como o favorito e como está a 1 minuto e 34 segundos do líder, pode reverter o resultado.

Brasileiros objetivam Atenas – A Volta de Santa Catarina é uma das últimas oportunidades para os brasileiros brigarem, em casa, pelas vagas para os Jogos Olímpicos de Atenas, no próximo ano. A competição faz parte do calendário da União Ciclística Internacional (UCI), que define os países que vão participar da principal disputa do esporte.

O Brasil atualmente ocupa a 36a colocação no ranking e está a 214 pontos da Nova Zelândia, a 30a colocada. A disputa distribui 181 pontos, podendo deixar os brasileiros bem próximos de garantir mais três vagas (uma já está confirmada com a conquista do título de Murilo Fischer, no Mundial B, realizado na Suíça).

“O Brasil precisa ter mais apoio da Confederação Brasileira para poder preparar os competidores. Competindo no território brasileiros, os nossos atletas têm muito mais chances”, afirmou o presidente da Federação Catarinense de Ciclismo, João Carlos Andrade, organizador da Volta, que apresenta uma grande estrutura de apoio, sobretudo com as polícias rodoviárias estadual e federal, que asseguram a estrada “limpa” para que os ciclistas pedalem sem problemas. A 17a Volta Ciclística de Santa Catarina tem o patrocínio da Vega do Sul, Governo do Estado de Santa Catarina e Golden Bingo.

Resultados da etapa 82,4 Km
1 Breno Sidoti (Pedal Bike Shop/ São José dos Campos) 1h 52min 33s
2 Valcemar Justino (Pedal Bike Shop/ São José dos Campos) com o mesmo tempo
3 Roberson Figueiredo (Dataro Computadores) com o mesmo tempo
4 Antonio Nascimento (Memorial-Santos) com o mesmo tempo
5 Fábio Veloso (Vince Blumenau) com o mesmo tempo

Classificação Geral após 4 disputas (342,6 KM)
4 Antonio Nascimento (Memorial-Santos) 8h 24 min 17s
2 Maurício Morante (Vince/ Blumenau) 8h 24min 29s a 12 segundos
3 Márcio May (Memorial-Santos) 8h 25min 51s a 1 minuto e 34 segundos
4 José Aparecido dos Santos (Caloi/ Extra/ Suzano) 8h 26min 04s a 1 minuto e 47 segundos
4 Alex Arseno (Dataro Computadores) 8h 26min 04s a 1 minuto e 47 segundos

Meta Volante de Montanha:
1 Daizon Mendes (Dataro Computadores)
2 Antonio Nascimento (Memorial-Santos) novo líder com 10 pontos
3 Alex Arseno (Dataro Computadores)

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts