COI anuncia medidas antidoping para Pequim

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou essa semana as medidas que serão tomadas para combater o doping durante os Jogos Olímpicos de Pequim, na China, este ano. Todas as regulamentações estão reproduzidas num documento de 41 páginas que será enviado para todos os atletas e terá validade de 27 de julho (dia da abertura da Vila Olímpica) até 24 de agosto (data da cerimônia de encerramento). Confira alguns itens.

  • Em Atenas 2004 foram realizados 3.600 testes e desta vez serão feitos 4.500, nos cinco primeiros colocados de cada prova, mais dois aleatórios;

  • Todos os participantes dos jogos estarão sujeitos aos testes, sem aviso prévio;

  • O não comparecimento a testes em duas ocasiões separadas durante os jogos, ou em uma ocasião nos jogos e outra em até 18 meses depois, será considerada violação às regras antidoping;

  • A posse de qualquer substância proibida da lista será considerada violação (anteriormente a falta era apenas para algumas substâncias específicas);

  • Cerca de mil pessoas estarão envolvidas no programa antidoping, sendo que 206 acompanharão os atletas até que cheguem na estação de controle antidoping. Haverá segurança reforçada em todo o processo, incluindo o transporte das amostras;

  • Os testes também serão aplicados em ocasiões pré-competições, medida que já se mostrou eficaz anteriormente. Do total geral, 700 a 800 testes serão de urina, para a detecção de EPO (hormônio sintético que melhora a performance) e 900 de sangue, para a detecção de outras substâncias.

    O relatório completo pode ser acessado na página do Comitê Olímpico Internacional na Internet, através do endereço eletrônico www.olympic.org.

    Este texto foi escrito por: Webrun

  • Redação Webrun

    Redação Webrun

    Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

    Ver todos os posts