Coluna do Aulus: ano novo, tênis novo

Que tal começar 2015 pelos pés? Os pares de tênis especiais para corrida são tão importantes quanto estar bem treinado para enfrentar as planilhas e as provas que nos desafiarão este ano. Mas antes, gostaria de compartilhar uma pesquisa divulgada no ano passado.

O Laboratório de Biomecânica da Universidade de São Paulo (USP) comprovou o que até então era polêmico no bate-papo dos corredores. Tênis “amacia”? De acordo com a pesquisa, sim. Com o tempo, o calçado encaixa mais nos pés. Ou seja, nem novo, nem muito velho, ele distribui melhor a pressão na planta do pé.

A pressão é a forma como o impacto é distribuído na planta do pé. Quanto maior a área, menor a pressão. Em média, a área de contato entre uma palmilha rodada e o pé são 5,6cm² maiores em relação às mais novas. Portanto, o tênis amaciado reduz a pressão. Com o tempo de uso, o tênis melhora a resposta biomecânica, diminuindo pressão e aumentando o desempenho do atleta.

. Com o tempo de uso, o tênis melhora a resposta biomecânica, diminuindo pressão e aumentando o desempenho do atleta Foto: Ram/Fotolia . Com o tempo de uso, o tênis melhora a resposta biomecânica, diminuindo pressão e aumentando o desempenho do atleta Foto: Ram/Fotolia

Porém, não quer dizer que você tenha que usar um tênis para sempre ou fazer daquele seu par que completou uma maratona ou uma prova importante o seu xodó.

Por isso, volto ao assunto “tênis novos”. Já que começamos o ano, um bom presente para você é ter mais que um par de deles. Mesmo comprovada à teoria do calçado amaciado, eles ainda precisam de descanso, pois os sistemas de amortecimento que utilizam espumas tecnológicas precisam de pelo menos 24 horas para recuperar o formato original. Assim, o impacto da pisada será amortecido com mais eficácia. Além disso, a quilometragem recomendada pelos fabricantes é cerca de 800 quilômetros. Passou disso, a probabilidade de se lesionar aumenta exponencialmente.

Dicas:
1. Antes de correr até a loja, verifique se seus pés estão bem cuidados, principalmente, as unhas. Corte-as bem retas para impedir que encravem. Não arredonde os cantos, pois é o local onde ocorre atrito com o tênis e pode causar infecção.

2. Os tênis mais bem avaliados por uma revista podem não ser os que se encaixam com sua corrida. O melhor é aquele que se adapta melhor aos seus pés.

3. Opte por um número maior. Se você calça 38, a sua corrida pede 39. Ao calçá-lo, aperte a ponta do tênis com o indicador. Este espaço é a folga necessária para que seu dedão não tenha atrito, correndo o risco de formar bolhas.

4. Desconfie de calçados com preços muito baixos, pois podem ser falsificados. Estudos confirmam que o impacto sofrido pelo pé é de 15% maior do que nos originais.

5. Ao lavá-los, nunca coloque na máquina de lavar ou secar. A composição química dos produtos de limpeza resseca as partes de couro e reduz bastante a vida útil do seu calçado. Use sabão neutro, pano úmido e pouca água. Seque o tênis à sombra, com a sola voltada para baixo, não deixe o tênis de molho e nem o pendure no varal.

Agora que tem todas as informações para adquirir novos companheiros de corrida, divirta-se na loja e bons treinos!

Este texto foi escrito por: Aulus Sellmer

Aulus Sellmer

Aulus Sellmer

Bacharel em Esporte pela Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (EEFEUSP) com especialização em treinamento desportivo pela USP, marketing esportivo pela UCLA Berkeley EUA e administração esportiva pela FGV-SP. Atualmente é pos graduado no curso MBA Qualidade de Vida em Gestão Corporativa pela Universidade São Camilo; pos graduando no curso Fisiologia aplicada à clínica pela UNIFESP; proprietário da assessoria esportiva 4any1, colaborador da Rádio Eldorado FM 107,3 e revista Contra Relógio.

Ver todos os posts