Como perder gordura ao invés de massa magra

Como perder gordura ao invés de massa magra
Foto: Adobe Stock

Você vive à base de dietas restritivas e a balança mostra uma boa perda de peso. No entanto, as gordurinhas continuam lá. Já pensou que você pode estar no caminho errado? Muitas vezes o que a balança mostra não representa a perda de gordura e sim a de massa magra, o que não é ideal.

“A gordura em excesso é prejudicial para o nosso corpo e realmente é preciso eliminá-la. Mas, o que ocorre, é que muitas pessoas acabam investindo em dietas que resultam mais na perda de água e massa muscular do que na gordura. Por isso, quando se fala em emagrecimento, deve-se considerar além do número na balança, também a composição corporal”, explica a Dra. Claudia Chang, pós-doutora em endocrinologia e metabologia pela USP e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

+ Siga o Webrun no Instagram!

Por que não devo perder massa magra?

Nosso corpo precisa de massa magra (que são os músculos). Sua redução pode causar danos ao organismo, dentre eles, destaca-se a redução da taxa metabólica basal (energia gasta para se viver). Com essa redução há tendência para reganho de peso.

E como saber se estou  perdendo gordura ou massa magra?

Não é difícil saber se você está eliminando massa magra ou adiposa. Veja algumas dicas:

Fique atento ao espelho

Essa é a primeira maneira de identificar como está perdendo peso. Perceba se você continua acumulando gordura em algumas partes do corpo, mesmo com a balança indicando quilos a menos.

“Mas cuidado com o exagero para não ser acometido pelo famoso body checking, um comportamento perigoso de checagem excessiva e constante do corpo, com uma extrema preocupação com a aparência física, podendo se tornar um distúrbio relacionado à autoimagem. A ideia aqui é perceber sua transformação aos poucos, mas sem ficar se olhando no espelho de hora em hora”, alerta Claudia Chang.

Faça uso de uma fita métrica

Outra forma de identificar a perda de massa magra é com a ajuda de uma fita métrica. Meça a sua circunferência abdominal. Caso haja perda de peso e redução predominante na circunferência abdominal significa que está ocorrendo uma perda adequada de gordura. Caso haja perda de peso sem mudança no valor da circunferência, provavelmente deve estar ocorrendo maior perda de massa magra do que gordura, o que acaba sendo ruim.

+ Faça sua inscrição para sua próxima corrida aqui!
+ Participe de um desafio virtual.

Teste suas roupas

Suas peças podem mostrar o que a balança esconde. Analise o caimento delas no seu corpo, se as blusas estão mais apertadas na barriga e a calça não está fechando.

Métodos de avaliação de composição corporal

Existem exames que conseguem avaliar o quanto há de gordura e de massa magra (músculos). Dentre eles, a bioimpedância e a composição corporal por DEXA. “A análise regular desses exames durante o processo de perda de peso auxilia muito nos resultados”, diz a endocrinologista.

Consulte um especialista

“Nosso corpo tem uma capacidade muito maior para ganhar do que perder peso. Sem falar nos aspectos que dificultam ainda mais o emagrecimento, como avanço da idade, genética, problemas hormonais, sedentarismo, entre vários outros. Daí a importância de seguir um tratamento personalizado, que atenda às necessidades específicas de cada paciente”, finaliza Claudia Chang.

Leia também:

– Alimentação pré e pós treino: o que consumir?
– Exercícios para manter o core fortalecido
– 6 dicas para começar adotar hábitos saudáveis 
– Má postura no exercício ou no dia a dia? Dor no ombro ao correr? Confira as dicas do ortopedista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts