Você já conhece o conceito “plant based diet”?

Confundido com o vegetarianismo, o conceito plant based diet vem aparecendo com força nos últimos tempos. Enquanto a dieta que não contém alimentos de origem animal gera benefícios em diversos segmentos, o plant based exclui ou minimiza as carnes e produtos altamente refinados.

A nutricionista Maiara Fidalgo explica que ambas são parecidas e se feitas de forma adequada, trazem diversos benefícios. “Se baseadas em vegetais, frutas, legumes, verduras e cereais integrais, trazem propriedades antioxidantes que evitam o stress oxidativo. Ao consumir constantemente estes alimentos, é notável a melhora no envelhecimento precoce”.

Esqueça os industrializados. O foco do plant based são os alimnentos "in natura" Foto: Linda/Fotolia
Esqueça os industrializados. O foco do plant based são os alimnentos “in natura” Foto: Linda/Fotolia

Plant based

O nome já diz: à base de plantas. Pode ser facilmente associada ao vegetarianismo, mas possui diferenças em, por exemplo, preferir o consumo de produtos in natura, frescos e o mínimo de processados. Enquanto no vegetarianismo isto pode não acontecer, já que existem diversos alimentos industrializados, que não usam recursos animais, mas contém conservantes, corantes e estabilizantes, gerando assim diversos aspectos negativos à saúde.

Aventure-se na Brasil Cycle Fair, o maior evento de bike da América Latina!

Alimentos processados, refinados ou que tenham aditivos químicos estão fora do cardápio plant based. Além disso, cada vez mais pesquisas associam a correlação entre a ingestão de proteína animal e o aparecimento, desenvolvimento e evolução do câncer. Como uma forma de prevenção a dieta já surge como forma de reverter doenças crônicas e autoimunes, moderar e alterar as células cancerígenas e oferecer uma alimentação completa.

Cuidado na transição

“Aconselho não pensar na falta que determinado alimento irá fazer, mas sim no que pode ser incluso. É enorme a variedade, está é a hora de experimentar novos sabores e aprender formas variadas de preparar seu alimento”, explica Maiara. “Você deve criar autonomia e refeições com mais variedade na forma de fazer, temperar e combinar, já que em geral os alimentos in natura são mais neutros”.

Evite alimentos de origem animal e foque nas leguminosas, vegetais, frutas entre outros Foto: harmoony/Fotolia
Evite alimentos de origem animal e foque nas leguminosas, vegetais, frutas entre outros Foto: harmoony/Fotolia

Não siga a moda

Por estar “na moda” muitas informações são espalhadas sem grande pesquisa e veracidade nas informações, por este motivo é importantíssimo ir em busca de um especialista que faça orientações baseadas no seu biotipo.

“A maioria não acredita, mas grande parte das deficiências nutricionais que acontecem quando a pessoa passa a consumir apenas alimentos de origem vegetal, surgiram antes por falta de variedade na estrutura alimentar”, alerta a nutricionista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Christina Volpe

Christina Volpe

Comecei como corredora, depois me tornei jornalista e repórter do Webrun. Hoje sou editora e convivo diariamente com o esporte há 3 anos. Meu coração bate mais forte toda vez que um atleta conquista seu objetivo, uma corrida acontece e assisto uma competição emocionante. Sempre estou aprendendo e dando meu melhor.

Ver todos os posts