Corporate Run estréia no Rio com dois mil competidores

Prova aconeceu no Aterro do Flamengo (foto: Antonio Carlos/ www.webrun.com.br)
Prova aconeceu no Aterro do Flamengo (foto: Antonio Carlos/ www.webrun.com.br)

De acordo com os organizadores, cresce a demanda das empresas por ações que possam aliar relacionamento e saúde.

Direto do Rio de Janeiro – Foi realizada na manhã do último domingo (2) a primeira corrida corporativa do Rio de Janeiro: a Corporate Run. Duas mil pessoas participaram da prova que teve a sua largada anunciada às 8h em frente ao Hotel Glória, no Aterro do Flamengo. O clima estava ameno e a temperatura não passou dos 29º.

Os funcionários das 90 empresas inscritas no evento puderam competir em equipes femininas, masculinas e mistas formadas por quatro integrantes cada. Esses participantes optaram pelo percurso de cinco ou de 10 km. Com a soma dos tempos de cada atleta foram definidas as classificações de cada equipe. “Há 10 anos o nosso grupo participa de provas de revezamento. Sabemos o quanto é importante participar de eventos como esse, pois ao mesmo tempo em que buscamos melhorar o nosso resultado individual, somos levados a nos preocupar com o desempenho do grupo. Isso promove uma melhor interação entre as pessoas no ambiente de trabalho”, diz Bueno Demétrio, integrante da Equipe Rocinha Sport Society.

Em São Paulo, a Corporate Run já acontece a três anos e, na última edição, contou com mais de cinco mil participantes. “Como nossos patrocinadores são de empresas nacionais, nosso objetivo é expandir a prova para cinco edições no Brasil inteiro. Nesse cenário, o Rio é um mercado que está crescendo muito e as empresas estão apostando em qualidade de vida por aqui”, explica Anuar Tacach, vice-presidente da Pepper, empresa organizadora do evento.

De acordo com Anuar, que participou da prova, as empresas que se inscrevem no evento também se beneficiam. “Um dos objetivos do projeto é tirar os profissionais do sedentarismo. Ao praticar atividades físicas regularmente, elas se sentirão melhor, irão produzir mais e trarão melhores resultados para a companhia”, diz.

Para Carlos Perrone, sócio da Pepper que também participou da corrida, mais importante que a posição que as equipes ocuparão no ranking é a integração promovida entre as pessoas. “É muito bacana ver o chefe e o seu funcionário participando da prova em busca de um mesmo objetivo que é unir relacionamento e saúde”, afirma.

Mais participantes – Iazaldir Feitoza, integrante e treinador da Equipe Garson Factoring, que alcançou o primeiro lugar na categoria masculina, compartilha a mesma opinião dos organizadores. “Enquanto professor de educação física entendo que por ter a questão da competição, a corrida funciona como agente motivador para qualquer pessoa que deseja praticar uma atividade física. A pessoa participa a primeira vez e a partir daí começa a traçar metas para melhorar seu desempenho”, explica.

Apesar de ser uma prova de revezamento entre equipes, algumas pessoas participaram individualmente da Corporate Run com o objetivo de competir e melhorar seu desempenho físico. “Para mim é fundamental participar de um evento como esse, pois me motiva a continuar treinando. Corro a três anos e ao longo desse período, não tenho mais tido problemas de saúde. Agora treino três vezes por semana e jogo vôlei na praia. Toda e qualquer corrida que acontece no Rio eu dou um jeito de comparecer”, conta Nilo Vasconcelos, 62 anos, logo após completar a prova.

Segundo os organizadores do evento, o ranking das equipes com os respectivos tempos alcançados poderão ser conferidos no site oficial da prova: www.corporaterun.com.br.

Este texto foi escrito por: Mirian Monteiro

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts