Corrida Escolar A Tribuna reúne 1.100 atletas

Na manhã do último domingo foi realizada a segunda edição da Corrida Escolar A Tribuna São Vicente, único evento indoor da região e que reuniu 1.100 atletas mirins. O Centro de Convenções da Mata Atlântica foi a sede do evento e os pimpolhos disputaram baterias de 50 metros (para crianças de quatro a seis anos) a 900 metros (para adolescentes de 15), num total de 12 categorias.

A presença de pais, familiares, amigos e treinadores foi um show à parte, já que a garotada recebia aplausos e gritos de incentivo e cada momento era devidamente registrado com as várias câmeras fotográficas e filmadoras. Carlos Henrique Santos e Emanuella dos Santos disputaram troféus na categoria adolescente, única a ter premiação por colocação e terminaram em 3min08seg02 e 3min33seg44 respectivamente. “Treinei muito na escola. Jogo handebol, mas gostei muito da corrida”, comenta a campeã.

Acostumado a competir, o argentino radicado no Brasil Oscar Galindez mudou de lado e ficou na torcida pelos filhos Thomas (11 anos) e Sofia (sete anos), ambos vencedores em suas baterias. “Acho muito importante ter eventos como este para motivar a molecada”, ressalta o triathleta. “Eu fico ansioso. Não tem como não ficar nervoso e depois muito orgulhoso independente de resultados”, completa.

A avó e a bisavó corujas dos garotos Gabriel (seis anos) e Gustavo (quatro anos) estavam presentes para incentivar a prática do esporte nos dois garotos. “É uma emoção. Ainda mais nesse clima de festa toda que temos aqui. Fiquei muito feliz”, conta a bisavó Alzira Tirloni de Castro, de 78 anos, que estava acompanhada da filha Elizabeth, de 58 anos. “Sou eu que dou o empurrão para os dois correrem. Eu participo de todas as caminhadas e quero que o esporte faça parte da vida deles”, diz a orgulhosa avó.

Emoção – O momento mais marcante do evento aconteceu durante a participação dos trigêmeos Pedro, Gabriel e Gustavo Albanese Kafouri, de sete anos, que competiram na mesma bateria. Guga, como Gustavo é carinhosamente chamado, sofre de paralisia cerebral, patologia que afeta a parte motora direita de seu corpo. Logo após a largada ele ficou para trás e, como forma de incentivo, seu pai Nelson correu a seu lado, para que ele não desistisse e continuasse a seguir em frente.

Neste momento o público, incentivado pelo locutor Val Tomazini, fez um coro de “Guga; Guga!”, gesto que emocionou as centenas de pessoas presentes, inclusive arrancando lágrimas de algumas delas. “Foi sensacional. Ele é um guerreiro e foi muito bacana ver isso”, comemora a mãe, Alessandra.

Ao final, todos receberam medalhas de participação com a imagem da Mônica e do Cebolinha, personagens de Maurício de Souza. O evento contou também com cama elástica, piscina de bolinhas, algodão doce, pipoca e sorvete. A avaliação final foi positiva, segundo Cristiano Barbosa, responsável pelo departamento de Corridas de Rua da Federação Paulista de Atletismo. “Todos entraram no clima de incentivar a prática esportiva e não a positividade. O importante foi a participação. Os pais não cobraram, pelo contrário, incentivaram e todas as crianças receberam aplausos”.

Quem também comemorou o sucesso do evento foi o diretor-presidente de A Tribuna, Marcos Clemente Santini. “Aqui não é só corrida. É uma manhã de lazer para toda a família, um momento de confraternização”. Ele também teve o seu momento de torcedor, acompanhando o filho, Pedro, de cinco anos. “Eu que sou corredor, fiquei arrepiado ao ver o meu filho correr. Os filhos se espelham nos pais e é maravilhoso poder mostrar uma vida saudável”.

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts