Cruz Nonata sai de Campos e chega à capital que sedia a São Silvestre

Nonata é especialista em provas de pista e conquistou duas medalhas de prata no Pan 2011 (foto: Divulgação/ BMFBOVESPA)
Nonata é especialista em provas de pista e conquistou duas medalhas de prata no Pan 2011 (foto: Divulgação/ BMFBOVESPA)

Depois de uma temporada com rendimento extraordinário, a piauiense Cruz Nonata, 36, já está em São Paulo e deve brigar pelo lugar mais alto do pódio da São Silvestre neste sábado (31/12). Antes de chegar à capital paulista, a corredora esteve na cidade de Campos do Jordão com o técnico Alessandro da Silva, realizando dois treinamentos diariamente, desde o dia nove.

A cada treino, segundo Alessandro, o objetivo foi ganhar mais resistência e força, pois velocidade é uma qualidade que a atleta já possui. “Ano passado ela ficou com a quarta colocação e esse ano ela entrará na prova com o intuito de vencer. Estamos trabalhando para isso”, afirma o técnico.

Para superar a marca alcançada na edição de 2010, que foi de 34min22seg44, Cruz Nonata considera necessário ser uma integrante do pelotão líder durante a prova. “Não pode deixar ninguém entrar na frente. Se as adversárias diminuírem a velocidade, tentarei aumentar ou pelo menos manter o ritmo”, diz Nonata, medalhista de prata nas disputas de dez e cinco mil metros dos Jogos Pan-Americanos 2011.

Além das conquistas em Guadalajara, no México, o treinador da fundista diz que as expectativas sobre desempenho da piauiense é grande, pois são baseadas na última corrida que ela participou. “Não fomos para a Pampulha, nem para a Sargento Gonzaguinha. Decidimos competir a São Silveira em Barueri, uma prova com altimetria muito difícil, mas que ela foi campeã e superou duas quenianas”, acrescenta Alessandro.

Antes de entrar para o atletismo, com 30 anos, Cruz Nonata jogava futebol e tinha irmãos corredores, mas aos poucos também começou a participar de corridas e foi contratada pelo clube de atletismo da BM&F Bovespa. Atualmente a atleta mora em Brasília e já esteve na São Silvestre quatro vezes, sendo que ano passado foi a edição na qual ela conquistou melhor colocação. “Estou mais experiente, confiante e preparada. Só preciso de fé e tranquilidade no dia da competição”, acredita Cruz.

Este texto foi escrito por: Monique Barleben

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts