Dama corre em busca do título mundial

Dama: buscando o título (foto: Ivan Storti)
Dama: buscando o título (foto: Ivan Storti)

O Brasil pode garantir o lugar mais alto do pódio no Mundial dos 100 KM neste amanhã (dia 25) na França. O corredor de Cubatão Adilson Dama (Memorial/ Carbocloro/ Prefeitura de Cubatão) é um dos favoritos ao título na disputa que será realizada em Cleder, município francês próximo à Inglaterra.

Apesar de estar disputando apenas a sua quinta ultramaratona (como são chamadas as provas com distâncias superiores a das maratonas), ele chega credenciado.

É que no Mundial de 99, também na França, foi considerado a revelação. Chegou a liderar a prova e acabou em 8º lugar em sua segunda experiência na distância, com 6:37:38.

Depois, na competição do ano passado, na Holanda, Dama correu isolado na frente (com até 7 minutos de vantagem) praticamente a metade do percurso, mas acabou sentindo dores no estômago, decorrente da falta de hidratação.

Desta vez, Dama corre mais preparado do que nunca e ainda terá um trunfo a mais: sua mulher, Valéria, estará dando apoio logístico no trajeto.

“Estou no melhor momento da minha carreira, me preparei muito bem, fazendo maratonas e pelos testes acho que vou correr muito bem. Não gosto de falar que vou ganhar, mas estou confiante. Ainda mais com a surpresa que a minha esposa fez, comprando a passagem para ir comigo”, diz o corredor, conhecido por todos por seu constante estado de bom humor.

Outro bom motivo para a sua animação é o trabalho específico que fez com a nutricionista Célia Helena.

“Treinei em cima das calorias perdidas, com controle através da suplementação. Foi ótimo. No ano passado, abandonei a prova, justamente por debilitação nutricional”, destaca o atleta, que usou três maratonas para testar sua resistência e velocidade e gostou do resultado.

“Corri bem, tranquilo e espero manter um ritmo forte”, afirma o ultramaratonista, que treinou, em média, 40 KM diários. “É difícil treinar para 100 KM, mas gosto muito de correr e sempre dou um jeito”, destaca Dama, que tem de conciliar com o seu treinamento, o trabalho na Indústria Petroquímica Carbocloro, em Cubatão, e ainda a Faculdade de Mecânica Industrial, em Santos à noite.

Este texto foi escrito por: Fabio Maradei

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts