Minha experiência de volta à Maratona do Rio

Acordamos 3h30 da manhã. O forte calor  deste domingo não deixou dúvidas: a Maratona do Rio está de volta e a largada é às 5h! A Olympikus, marca oficial da prova carioca, uniu vários atletas amadores e alguns profissionais para celebrar o retorno do evento com novidades, e eu fui uma das escolhidas!

A volta de eventos como a Maratona do Rio representa um pilar de extrema importância para os amantes da corrida, depois da pandemia, esse é o primeiro evento que uniu o Brasil inteiro e me senti VIVA! Fora que foi a segunda vez que corro sem fone e ouvir os gritos: “doutoraaaaaaaaaaaaaaa” foi simplesmente incrível! Que sensação perfeita essa interação com vocês!

A prova foi realizada nos dias 14 e 15 de novembro e a edição deste ano destacou o tênis Corre1Eco, versão ecológica, usar um tênis feito por brasileiros deu outro gostinho: de que fazemos coisas boas e realmente diferenciadas. Me perguntaram se tênis faz diferença. SIM. Mas só é a cereja do bolo! Antes disso vem treinamento, força e resiliência. Portanto, não adianta você querer só porque tem um tênis importado achar que vai pegar pódio. Mas treinar e ter um tênis nacional vai te trazer uma experiência incrível como eu tive!

Minha esperiência de volta à Maratona do Rio

+ Siga o Webrun no Instagram!

E para 2022, teremos novidades: o lançamento de três modelos da marca inclusive com placa de grafeno, além da volta do Circuito Bota Pra Correr, que vocês leitores da web run poderão participar!!

Vou explicar…

Na linha de chegada, para comemorar em grande estilo a volta de um dos principais eventos de corrida no Brasil, todos os participantes que finalizaram o percurso com qualquer tênis da Olympikus concorreram a uma viagem para a próxima edição do Bota Pra Correr, circuito proprietário que tem proposta de convidar os participantes a conhecerem o Brasil correndo. Então aguardem o resultado!

Minha experiência

Correr minha terceira meia maratona no Rio me fez amadurecer. O desafio começa na inscrição onde ali você concretiza o começo do sonho: iniciar os treinos. Pra mim não é só sobre completar, gosto também de performance e se não for pra fazer força, nem vou! Rs

O perfil de “curtir a prova” é individual. Em 2017 fui com minha amiga que apresentou a corrida então em dupla, fui conhecer a experiência dos 21km: me apaixonei, mas só queria completar.

Em 2019 foi após meu segundo filho, estava ainda pesada e segui aprendendo nos 21km, nada de performance ainda. 2020 veio a pandemia e 2021 fiz as 2 de forma virtual e peguei podium geral nos 10 km (primeiro e segundo lugar respectivamente).

E agora no fim de 2021 fiz meu terceiro 21km! Sai forte e não consegui manter o pace, e a partir dos 16km segui curtindo a paisagem , respeitei meus limites e segui apreciando a exuberante natureza pra aprender ainda mais para as próximas! Prometo que vou treinar e fortalecer mais!

O melhor disso tudo além do esporte e o ganho com a saúde, são as experiências, a disciplina , força de vontade e os amigos. E tudo isso que se leva dessa vida- corrida que é  VIVER!!!

Que venha 2022 valentes!

+ Faça sua inscrição para sua próxima corrida de rua aqui!
+ Participe de um desafio virtual.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ana Paula Simões

Ana Paula Simões

Professora Instrutora e mestre em Ortopedia e Traumatologia do Esporte da Santa Casa de SP. Membro internacional e nacional da Sociedade de medicina e cirurgia da Perna, Tornozelo e Pé. Vice presidente da sociedade paulista de medicina esportiva. Comissão da prova de título da Sociedade Brasileira de medicina do esporte. Membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e da Sociedade de Traumatologia Esportiva. E também é corredora e nadadora.

Ver todos os posts