• Bem Estar - Dores articulares: por que ficam mais intensas no frio?

Dores articulares: por que ficam mais intensas no frio?

Quando a temperatura começa a baixar, é comum algumas pessoas sentirem aquelas “dorzinhas” ficarem ainda mais fortes. As dores articulares, em especial, devem-se a alguns fatores que podem ser não apenas relacionados à temperatura, como a umidade do ar e a pressão atmosférica.

+ Seu calendário de corridas completo está aqui!

Alexandra Raffaini, anestesiologista, explica que “um dos fatores que explicam como a dor aumenta nessas circunstâncias, é como as estruturas do nosso corpo (tendões, ossos, articulações, pele) têm densidades diferentes. As mudanças de temperatura e umidade provocam reações diferentes em cada estrutura do corpo, fazendo com que cada uma delas se expanda e se contraia de uma maneira diferente, o que pode desencadear o aumento da dor”.

A queda da temperatura também pode aumentar a viscosidade do líquido sinovial. O líquido fica dentro das articulações e há um elevado teor de ácido hialurônico, que é produzido pelas células localizadas na camada sinovial. Isso quer dizer que, quanto mais viscoso fica, pior é sua distribuição na articulação, o que intensifica as dores articulares.

Dores articulares: por que ficam mais intensas no frio? - Foto: Adobe Stock

Dores articulares: por que ficam mais intensas no frio? – Foto: Adobe Stock

A baixa das temperaturas também aumenta a rigidez articular e a contração muscular, sendo mais difícil realizar movimentos bruscos ou até mesmo os naturais do dia a dia. A alteração de pressão atmosférica pode causar sensibilidade nas terminações nervosas. Isso faz com que os nervos “sintam” mais os estímulos, tanto positivos, quanto negativos.

Existem maneiras de evitar as dores articulares?

A melhor maneira de evitar esse tipo de dor durante as épocas mais frias do ano, principalmente antes das atividades físicas, é mantendo uma rotina de aquecimento e alongamento antes dos exercícios. O ideal é manter um ritmo progressivo durante as atividades, tendo no início um ritmo mais leve (com uma caminhada antes da corrida, ou alguns minutos de bike para aquecer as articulações) e seguir até alcançar a atividade em alta intensidade.

+ Correr com a vista da Praia de Jericoacoara? É possível!

No caso da musculação, além de usar a esteira ou bicicleta ergométrica, o aquecimento com halteres e alongamento são fundamentais para que o líquido sinovial percorra com mais facilidade pelas articulações, diminuindo a sensação de dores e incômodos. No caso de aumento dos sintomas, um fisioterapeuta deve ser procurado para mais esclarecimentos.

Comentários

Tags:, , , ,
Leonardo Boscolo
Sou um apaixonado por esportes e aspirante a corredor. Um jornalista que vê na corrida um mundo de objetivos a serem alcançados, realizações pessoais e a oportunidade de se tornar cada dia uma pessoa melhor.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade