Dores musculares: devo ou não me medicar em casa?

O novo corona vírus está provocando mudanças significativas no comportamento das pessoas, e em todo o mundo. A prática de exercícios é benéfica para todas as pessoas, e é indicada como uma das ações para ter uma vida mais saudável. Mas, diante deste cenário de pandemia, e em busca de saúde ou de um corpo mais bonito, as pessoas tem praticado exercícios físicos em casa e podem acabar exagerando e acabam se colocando em risco de lesões e de dores musculares.

As lesões podem aparecer quando praticadas e realizadas de forma inadequada, e sem orientação e a supervisão de um Educador Físico. O atleta por sua vez, com medo de ir ao Hospital devido à pandemia da corona vírus, pode preferir por se automedicar (utilizar de analgésicos, pomadas e anti-inflamatórios) do que ir ao Hospital e passar em consulta médica para avaliar o grau da lesão.

Foto: Adobe Stock
As principais lesões que podem acontecer dentro de casa

Contusão: “É uma lesão sem fratura dos tecidos moles do corpo, gerada pelo impacto mecânico de um agente externo sobre uma parte do corpo, ou seja, pode ser uma pancada, uma batida ou uma lesão por um movimento brusco ou por desaceleração do movimento”, explica o farmacêutico clínico, Robson Alexandre Brochetti.

+ Veja como participar de uma corrida virtual sem sair de casa!

As lesões podem ser divididas em dois grandes grupos: as traumáticas ou por sobrecarga. “As lesões traumáticas podem ocorrer devido a um acidente, como quedas, torções ou pancadas (sendo considerada um trauma direto). Já as lesões por sobrecarga ocorrem devido ao esforço excessivo, que pode ocorrer rapidamente (aguda) ou de forma cumulativa (crônica)”, explica.

Nota-se que o um dos principais componentes responsáveis pelos problemas estão o aquecimento mal feito, a falta de alongamento, a falta de acompanhamento com um profissional educador físico, a prática incorreta do exercício e o exagero na intensidade do exercício.

O nível de cada lesão

As lesões musculares acontecem, geralmente, devido a uma contração muscular súbita que causa estiramento ou ruptura do músculo. Existem diversas classificações de lesões musculares, mas a mais comum as divide em três tipos:

Tipo I: ocorre um estiramento do músculo, mas não ocorre ruptura significativa das fibras musculares;
Tipo II: ocorre uma ruptura parcial dos músculos, acometendo algumas fibras;
Tipo III: ocorre uma ruptura total do músculo. A dor ocorre em todos os graus de lesão, mas pode variar de intensidade. Nas lesões do tipo III, a perda de força é maior.

Como tratar as dores musculares em casa

“Logo após o atleta se machucar, é recomendado parar o exercício e faça repouso com aplicação de gelo por aproximadamente 20 minutos e/ou a aplicação de bolsas de gelo instantâneo, do tipo ‘icebag’, de uso imediato, e podem ser usadas por até 40 minutos. Vale destacar, que a utilização de bolsas de gelo aplicadas no local, principalmente após a ocorrência dos eventos, por um tempo restrito e repetidamente três vezes ao dia, nos dois primeiros dias, reduz o inchaço e a dor, além de limitar a extensão da lesão. Gelo e repouso podem ajudar no caso de incômodos”, comenta Robson.

Ainda como opção, podem ser utilizados as pomadas anti-inflamatórias, que são amplamente utilizadas no alívio de dores musculares, contusões, dores reumáticas, mialgia, nevralgia, tendinites e torcicolos.

Para a utilização de medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios para amenizar a dor, recomenda-se que o atleta passe com um profissional médico e tenha a prescrição em mãos para a utilização destes medicamentos, caso contrário, o atleta ficará restrito ao uso de medicamentos do tipo: dipirona, paracetamol e lisador.

+ Seu próximo desafio na corrida de rua está aqui!

Por fim, a falta de orientação e exageros podem fazer com que os atletas se machuquem e acabem deixando de praticar exercícios físicos.

*Fonte: Prof. Ms. Robson Alexandre Brochetti, farmacêutico clínico e professor na Universidade Nove de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leonardo Boscolo

Leonardo Boscolo

Sou um apaixonado por esportes e aspirante a corredor. Um jornalista que vê na corrida um mundo de objetivos a serem alcançados, realizações pessoais e a oportunidade de se tornar cada dia uma pessoa melhor.

Ver todos os posts