É perigoso fazer sauna e tomar banho após a refeição?

Interessante essa questão, ainda mais agora no verão. Quero fazer algumas considerações. Os variados tipos de banhos são hábitos sociais das várias populações no mundo. Todo ano, festejando o ano novo, cidadãos russos se lançam nos rios gelados sem problemas, o mesmo acontece na Itália (Roma). Já nos países Nórdicos (Escandinávia) a sauna é o lazer nacional, com seus “choques térmicos” (quente/frio/quente/frio…), também sem causar danos.

Esses hábitos europeus se espalharam pelo mundo e hoje em dia a maioria das pessoas considera que a sauna, além de sinônimo de saúde, pode curar certas doenças. Infelizmente sauna não é remédio, nem retira toxinas nem nada, ela é um lazer com ótima sensação física de bem-estar pela liberação de endorfinas (substâncias euforizantes produzidas pelo organismo).

Ainda fica uma pergunta, como essas variações térmicas são suportadas? Tudo pode ser resumido no fato de ocorrer uma adaptação metabólica para que haja maior capacidade orgânica em resistir às variações extremas e agudas da temperatura externa. Nesse assunto convém esclarecer que existem riscos para a saúde de alguns.

Pessoas com doenças cardiovasculares ou que tomam medicações regularmente, como por exemplo, remédios para hipertensão arterial ou para as doenças das coronárias, insuficiência cardíaca etc, devem ter muito cuidado com esse lazer, evitando a sauna com seus contrastes de temperatura e em conseqüência ao elevado calor, geralmente ocorrem fortes quedas da pressão arterial.

Afinal banhos em água fria e a ingestão de líquidos muito gelados por pessoas não acostumadas a isso, ou com alguma cardiopatia, devem ser restritos (até evitados), banhos muito frios, por exemplo, em piscina com menos de 28 graus de temperatura. Um fenômeno fisiológico de defesa do organismo contra o frio irá causar elevações abruptas da pressão arterial e diminuição progressiva da pulsação e surgimento de arritmias cardíacas e até desmaios ou síncopes.

NOTA as pessoas sensíveis às baixas temperaturas, sentem o frio principalmente pelos receptores de temperatura existentes no rosto e extremidades.

Comer e logo depois tomar banho, em geral não deve ter riscos. Indivíduos com saúde normal não devem se preocupar. Na praia, onde se come e se bebe com exagero existe o risco decorrente desses abusos chamado popularmente de CONGESTÃO onde a desidratação causada pela insolação extrema e maus hábitos no comportamento social (alcoolismo etc) é a causa desse fenômeno.

Nos cardíacos o comer e banhar-se em seguida pode desencadear crises cardíacas graves como se estivessem fazendo exercícios intensos após refeição. Em resumo, a ocorrência da morte de um indivíduo que comeu bem e foi banhar-se, ou fazer sauna, é rara e na maior parte das vezes conseqüência à doença cardíaca pré-existente ou dos abusos alcoólicos/alimentares.

Este texto foi escrito por: MD PhD. Nabil Ghoarayeb

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts